terça-feira, 20 de outubro de 2015

António Costa pensa que é o único chico-esperto da aldeia

José António Lima
António Costa quer convencer-nos de que operou o milagre da conversão dos marxistas, PCP e BE, à União Económica e Monetária, ao Tratado Orçamental europeu e à fixação do défice abaixo dos 3%.

Mas deixemo-nos de fantasias e de truques de política circense, em que Costa tem sido pródigo nestes dias: se aceitar a nato e o euro são cedências fáceis e óbvias para o BE e o PCP (não são questões que sonhassem resolver a curto ou médio prazo), já a conversa é outra no que respeita à improvável aprovação de um Orçamento feito pelo PS.

O PS não terá o apoio da esquerda radical para passar um OE que respeite o défice abaixo dos 3% e, para isso, mantenha contenção nos cortes dos salários e pensões e seja cauteloso na redução de impostos. O que o PCP e o BE exigem a Costa é precisamente o oposto: o aumento das despesas públicas e do endividamento em nome do fim da austeridade.
Título e Texto: José António Lima, SOL, 19-10-2015

Relacionados:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!) isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-