quinta-feira, 26 de maio de 2016

Acredito no Brasil de Moro onde moro

Valdemar Habitzreuter
Felizmente está acontecendo um milagre neste imenso país de dimensões continentais. Acredito neste milagre. É um milagre de transformação. Não um milagre de transubstanciação porque a substância Brasil permanece a mesma, mas observa-se um processo de mudança de forma (transformação), com outro visual ou outra forma de se ver o país quando o milagre estiver todo realizado.

O santo milagreiro dessa transformação chama-se Moro. ‘Nunca antes na História desse país’ tivemos um santo milagreiro que chamou a si a tarefa de sanear a podridão política que infesta os ares da República. A máquina milagreira de Curitiba não para de desmascarar a canalhice de tanta gente que quer ser importante no cenário político com pose de servir ao país.

Servir ao país uma ova! Viram as últimas? Sérgio Machado, Renan Calheiros, Sarney e Jucá num verdadeiro colóquio de como barrar o avanço da Lava-Jato. Querem se livrar do inferno a que são destinados pelo juiz Moro. O milagre de Moro há de instituir uma nova casta de políticos e dirigentes da coisa pública.

A maioria dos políticos e dirigentes que ora estão em cena só têm um propósito: tirar proveito do nosso dinheiro. Querem enriquecer às custas do trabalhador brasileiro.

E não me venham com essa de “erradicar a pobreza extrema” neste país. O que querem é o outro ‘extremismo’, o máximo de enriquecimento ilícito com vultosas contas no exterior, ‘atibaias’ e ‘guarujás’, fazer de trouxa o povo brasileiro.

Eu quero o meu Brasil transformado onde moro, ‘eu sou Moro’. 
Título e Texto: Valdemar Habitzreuter, 26-5-2016

2 comentários:

  1. APENAS QUERO AVISAR AOS AMIGOS, que quem está vazando para a Folha é a ABIN, Moro não ia comprometer a lava-jato já que o STF proibiu vazamentos da PF.

    ResponderExcluir
  2. O PT vaza informações na velha teoria do fodido , fodido e meio, mas levo todos juntos.

    ResponderExcluir

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!) isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-