terça-feira, 17 de maio de 2016

Abuso de imunidade parlamentar

Almir Papalardo

Prezado Presidente Michel Temer,
Prezados Senadores,

Ontem, assistindo à sessão plenária do Senado, fiquei perplexo e revoltado com o pronunciamento abusivo do senador Humberto Costa - PT/PE [foto], feito no finalzinho da sessão, quando extrapolou com voz macia mas terrivelmente ferina, o seu direito à imunidade parlamentar!

Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado

Todo o seu irritante pronunciamento, do princípio ao fim, foi na insistência absurda, contrariando até mesmo o STF, que o afastamento da presidente Dilma foi através de um GOLPE sórdido do oportunista Michel Temer, atacando também o ex-presidente da Câmara e todos os senadores que, traiçoeiramente, tiveram a coragem de tirar uma presidente honesta, sem nenhuma acusação jurídica, que não cometeu crime algum, da presidência da república.

A escabrosa palavra golpe foi pronunciada dezenas de vezes, para justificar um argumento que na verdade não tem. Atacou desmoralizando todos os programas preconizados pelo novo presidente, provocando a consciência dos senadores implicados, como eles agora justificariam os programas a serem implantados, que na sua catarata visual, irá piorar muito mais a crise que o Brasil atravessa.

O referido senador tem todo o direito de fazer oposição a quem agora governa, é um direito constitucional. Mas, não tem o direito de agredir os opositores com ofensas verbais, desrespeitosas, agressivas, indecorosas, com acusações indevidas, porque o STF já classificou o procedimento como legal e fortemente amparado pela nossa Constituição Federal.

Sinto, que se houver um enérgica reação por parte dos acusados, o abuso e o atrevimento tende a se agravar, porque os petistas não se conformam e jamais se conformarão com a derrota. Já é hora deste senador ou qualquer outro que que insistir num falacioso golpe na verdade inexistente, ser denunciado ao Conselho de Ética e Decoro Parlamentar. 
Título e Texto: Almir Papalardo, 17-5-2016 

2 comentários:

  1. Almir, também assisti, mas ele covardemente fez o discurso somente pra a mesa diretora, o plenário já estava vazio.

    ResponderExcluir
  2. Caros, este Senador é ridículo, ele discursa para a TV Senado, com esta voz de matraca, sem argumentos plausíveis, estão em seu final de gestão e não tem saída.
    Abs,
    Heitor Volkart

    ResponderExcluir

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!) isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-