domingo, 29 de outubro de 2017

Roraima paga precatórios para a Varig

Suely Campos paga R$ 18 milhões em precatórios para Varig

Secom/RR

Foto: Fernando Oliveira
A governadora Suely Campos e a presidente do TJRR (Tribunal de Justiça), desembargadora Elaine Bianchi, entregaram, na manhã desta quinta-feira, 26 de outubro, o alvará que permite o pagamento de R$ 18 milhões em precatórios para empresa Varig, já extinta.

Durante a cerimônia de entrega do alvará, que ocorreu no Plenarinho do TJ/RR, a governadora Suely Campos, destacou o foco social dos pagamentos dos precatórios, algo que o Estado dará continuidade nos próximos meses.

“O governo do Estado entende que ao pagar os precatórios estamos ajudando as pessoas ou empresas que se sentiram prejudicados e encontraram no Judiciário uma forma de reparar algo. Esse é foco social do pagamento de cada precatório”, ressaltou Suely.

A presidente do TJRR destacou o compromisso e a dedicação do Estado em honrar com o pagamento dos precatórios. “Essa é a segunda vez este ano que nos reunimos para entregar um alvará de pagamento. E isso só foi possível devido aos inúmeros dias de trabalho dedicado e ao comprometimento do Estado que vem repassando mensalmente os depósitos de pagamento. Isso é, com certeza, fazer justiça”, avaliou Bianchi.

O administrador judicial da extinta Varig, Vagner Bragança, explicou que na época o Estado fez uma cobrança indevida de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços). “Esse problema aconteceu em vários Estados no país, e Roraima é um dos primeiros a pagar. Esse dinheiro vai nos ajudar a pagar vários credores”, frisou
(...)

Relacionados:

4 comentários:

  1. O "probrema" é que, como consta acima "Esse dinheiro vai nos ajudar a pagar vários credores ...",quando devia pagar os ex funcionários Varig.

    Paizote

    ResponderExcluir
  2. A minha percepção e creio ser muito fácil esta mesma, é que este Administrador judicial Vagner Bragança, está mais interessado em pagar grandes Empresas, ou seja Credores diversos, do que pagar a ex-trabalhadores, parece ser carta comprada!
    Como os Valores da DT poderão ir para as mãos de cartas compradas, “não podemos” permitir isto!
    Heitor Volkart

    ResponderExcluir

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-