segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Aproveitou-a muito bem

Rui A.
A estratégia de Marcelo, que, aliás, explica boa parte da sua vitória, consistiu em recuperar o imaginário que existe sobre os primeiros presidentes da 1ª República, que passavam por homens comuns, que iam a pé para Belém, tomavam café sozinhos pelas redondezas do palácio, almoçavam por perto, não tinham carro oficial nem motorista, não abandonavam as suas raízes rurais, estavam distantes – e acima – dos jogos parlamentares e da baixa política, eram homens cultos e bastamente letrados, conciliadores e sensatos, e que prescindiam de uma vida privada de sucesso pelo serviço público.

Como a 1ª República já está distante, esta é a imagem da ética republicana que sobejou desses tempos.

Marcelo, conhecedor da história política do país, aproveitou-a muito bem.
Título e Texto: Rui A., Blasfémias, 25-1-2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!) isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-