domingo, 20 de setembro de 2015

Dá-lhes, António! O PS tem maioria absoluta se Costa passar à violência física

João Pereira Coutinho
Gosto da estratégia de António Costa. Conversar com a direita sobre a reforma da Segurança Social? Não, obrigado. Nem sobre a Segurança Social, nem sobre nada de relevante para o país – um radicalismo heróico que já vem embalado em chumbo ao Orçamento para 2016, antes mesmo da sua apresentação.

Esta atitude musculada está em perfeita sintonia com as reacções do homem ante as críticas que lhe fazem. Quem não se lembra das ameaças sobre o cordato João Vieira Pereira, do ‘Expresso’? E como esquecer os insultos a Vítor Gonçalves, o jornalista mais civilizado da RTP?


Costa não tem papas na língua – nem precisa. Se o PS estivesse empatado com a coligação, então sim, seria um suicídio ter ao leme do partido alguém que parece vir do PC ou do Bloco. Mas com uma vitória certa no horizonte, a minha sugestão é que Costa passe da violência verbal para a física. É tudo o que falta para que a vitória seja absoluta.
Título e Texto: João Pereira Coutinho, Correio da Manhã, 20-9-2015

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!) isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-