domingo, 31 de janeiro de 2016

Fim do recesso parlamentar...

Valdemar Habitzreuter
A rigor, a volta dos parlamentares aos trabalhos seria em 2 de fevereiro. Mas, o carnaval deste ano prolongará por mais alguns dias as férias de nossos ‘nobres’ e ‘abnegados’ trabalhadores em prol do bem-estar do povo brasileiro e de um país próspero.

Não me parece que o povo sentiu falta das sessões tumultuadas do Congresso de 2015 que quase única e exclusivamente tratavam em suas pautas de salvar a pele de políticos mancomunados com a corrupção. O povo, parece, sentiu-se aliviado com o recesso parlamentar e, assim, não esteve sujeito a notícias tristes e vergonhosas geradas pelos seus representantes no Congresso Nacional.

A impressão do povo é de que os políticos não fazem falta, pois não o representam a contento no Congresso, pelo contrário, prejudicam o bom andamento da vida dos cidadãos com esta estagnação e paralisia política sem projetos definidos de melhoria econômica, social, educacional e de segurança. 

E tudo indica que as querelas políticas do ano passado prosseguirão em 2016: a tentativa de defenestrar Cunha da presidência da Câmara, que por sua vez fará de tudo para que isso não ocorra, estará em pauta por muitas e muitas sessões ainda; o impeachment de Dilma, sem dúvida, ensejará longos debates para se ter um veredicto cabal e, enquanto isso, nada de sério ocorrerá para corrigir a deriva de rumo da prosperidade que o PT determinou ao país.

O ano de 2016 já nasceu morto política e economicamente. Não haverá debates políticos profícuos para tirar o Brasil do atoleiro econômico, tudo girará em torno do impeachment de Dilma e defesa dos políticos corruptos indiciados pela Lava Jato.

E, assim, a nave Brasil navega sem rumo, e o povo inerte parece não querer impedir sua queda no abismo. Que povo é esse que aceita seu destino fatal macabro e não pega os remos para impedir a destruição da nação? O PT hipnotizou este povo por longos anos com bolsa-família, minha casa minha vida, gasolina e eletricidade subvencionadas, facilidade de bens de consumo e outras benesses mais, sem o respaldo de fundamentos econômicos que pudessem sustentar essa orgia generalizada. Foram embustes eleitoreiros que o PT delineou para assegurar-se no poder. Agora a casa está ruindo e o povo a pagar o pato.

A final, o que nos espera? Quando se abrirá o horizonte para que o sol apareça? Quem tem a resposta? 
Título e Texto: Valdemar Habitzreuter, 31-1-2016

Um comentário:

  1. Caríssimo Habitz, é verdade, nós, povo, parece que as barbáries que estão sendo feitas, não nos afetam, agora após endividarem quase que a totalidade dos aposentados, com o consignado do Inss, querem endividar o trabalhador, como se isto fosse resolver os problemas seríssimos do País.

    Os Parlamentares já estão todos vendidos, 90%.
    O STF matou qualquer chance para o Impeachment, não creio que o teremos.

    A Previdência Social é a grande culpada pela Crise, dizem, e o Povo Otário acredita. A mídia só pensa em seus altos faturamentos com o governo. Também creio que 2016 já nasceu morto.

    Com a exceção do nosso Aerus, por força da Justiça. Vamos ver o que acontecerá em 2017.
    Um Abs.
    H Volkart

    ResponderExcluir

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!) isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-