sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

Reforma da Previdência? Sou a favor!

Se e enquanto a Reforma da Previdência for 'contestada' por Paulo Paim, Jandira Feghali, Marcelo Freixo, Gleisi Hofmann e tutti quanti serei a FAVOR!

E desafio essa buona gente a nos mostrar qual (ou quais) artigos (propostos/sugeridos) venha a prejudicar o povo/população brasileira?? Eu disse povo/população brasileira, entendido?

Mostra aí!

4 comentários:

  1. Desde 1988, quando terminaram a constituição aristocrática, eu dizia, que haviam tirado a ISONOMIA do povo brasileiro.
    Óbvio que mantendo a estabilidade, os ganhos e o tempo de 50 de aposentadoria dos funcionários públicos em geral, seria a bancarrota da previdência social.
    A aposentadoria americana em média é 1367 U$,podendo chegar a 1540 U$ aos 70 anos.
    O máximo INSS é 5645,00 reais, ou 1750 dólares. câmbio de hoje.
    Temos então limites semelhantes.
    O salário mínimo americano é calculado por hora trabalhada e pago por semana, o brasileiro ambos por mês trabalhado.
    Já comentei que o décimo terceiro é apenas compensação de dias trabalhados não pagos. Não é prêmio. O ano tem 52 semanas e o mês 4 semanas. 4 x 12 = 48
    O patrão deve 4 semanas ou mais um mês ao trabalhador.
    Agora 14 e 15 salários, mais prêmios de férias, é extorsão aos cofres públicos.
    350 mil militares aposentados, junto com suas pensionistas, ganham de salários o equivalente a 14 milhões de pensionistas privados.
    Eu até defendo aposentadorias especiais para agentes de segurança públicos.
    Demoramos 30 anos para corrigir esses erros, e acredito serem insuficientes.
    O direito adquirido nos faz muitas mazelas.
    Mesmo que antes de 2003 havia supersalários roubando-nos previdência.
    SOU A FAVOR.
    Fui...

    ResponderExcluir
  2. Sou a favor desde que o item 1 seja a cobrança (e recebimento) de 500 milhões devidos por bancos e patrocinadores de ratos de gabinetes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. NÃO PODE HAVER "SE" NEM CONDIÇÕES TEM QUE SER FEITA.

      Excluir
  3. É óbvio que a Previdência Social nos moldes em que vem sendo praticada, necessita de uma profunda reforma. Não porque ela na sua essência seja verdadeiramente deficitária. Sempre foi voz corrente que era superavitária, como a recente CPI dos seus invadidos cofres acabou de provar! O que acontece são os privilégios berrantes que vemos em algumas categorias, o desvio desenfreado nas suas contas que deveriam ser somente para os trabalhadores ativos e inativos, o perdão injustificável dos seus devedores, isenções de contribuições para certa casta de protegidos, além das aposentadorias astronômicas que atropelam desrespeitosamente o teto estipulado pela Previdência. Enfim, um deficit gerado somente pelas más administrações governamentais! Como pretender reformar a Previdência, se os erros e vícios gritantes vão permanecer atuantes, que logo logo voltarão ser sentidas? Como reformar a Previdência sem planejamento de restituir a um terço dos aposentados, mais de dez milhões de segurados, entre os que ainda vivem e aqueles que já foram embora sem ver seus direitos constituídos serem honestamente devolvidos? Como continuar a atualizar aposentadorias com dois percentuais diferentes, o que tornou-se no pior preconceito e malfadada discriminação para aqueles trabalhadores que conseguiram suas aposentadorias acima do salário mínimo pelas suas contribuições maiores para o INSS? Estes pobres e esquecidos aposentados perderam nos seus proventos um percentual que ultrapassa a 80%. Eu por exemplo me aposentei com oito salários mínimos, e hoje, recebo apenas três pisos! Sera que os massacrados aposentados não são povo/população? Nunca se viu neste nosso Brasil uma aberração como esta, maculando e desmoronando um importante programa social! E o pior: são cidadãos idosos...
    Almir Papalardo

    ResponderExcluir

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-