terça-feira, 29 de setembro de 2015

Voo metafísico...

Valdemar Habitzreuter 

Nas asas do ser flutuo solto
Planeio ao acaso num ato desatino
Não há preocupação com o destino
Não mais em matéria bruta envolto

Nada a temer nas asas do ser fulgente
Minh’alma tênue se translada
Percebo o clarão da alvorada
Sonho ou nostalgia de algo ausente?

Título e Texto: Valdemar Habitzreuter, 28-9-2015

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!) isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-