sexta-feira, 31 de março de 2017

Defesa Nacional?

Alberto José

Foto: Divulgação/Min. da Defesa
No portal do Ministério da Defesa está escrito o seguinte:

"Cabe ao Estado brasileiro prover os meios necessários para que a sociedade alcance seus objetivos de prosperidade ...

(...) apesar de se projetar como nação que defende o entendimento e a cooperação internacional, o Brasil sustenta que ser um país pacífico não significa ser passivo e indefeso.

(...) reagir não apenas contra ameaças externas convencionais, mas também contra riscos contemporâneos como o terrorismo, o crime organizado transnacional, a pirataria e os ataques cibernéticos.”

Diariamente, a imprensa mostra os assaltos com fuzil de guerra, as balas perdidas que atingiram inocentes, os nacionais e estrangeiros que foram fuzilados ao tentar visitar o Cristo Redentor, os policiais que foram assassinados em emboscadas mesmo fora de serviço, os grupos que bloqueiam vias importantes e ruas de bairros, vandalizam lojas e veículos, queimam ônibus e carros da imprensa ou da Polícia para vingar a morte de supostos trabalhadores mortos em confronto.

Os traficantes, eufemismo de terroristas, estão homiziados nas comunidades e o Estado não tem coragem de tirá-los de lá para não "ofender" os moradores que são reféns dos criminosos.

Parece que o Ministério da Defesa, tão distante em Brasília, desconhece que o Rio, que se encontra acéfalo e numa insolvência administrativa, inequivocamente, se encontra em ESTADO DE GUERRA como se tivesse sido invadido por terroristas estrangeiros que se escondem nas matas e atrás das comunidades.

Quando é que o Ministério da Defesa vai se preocupar com a situação do Rio? 

Será que a parafernália bélica de segurança foi simulada apenas para a Copa e Olimpíadas?

O preço da liberdade é a eterna vigilância.

Um bairro do Rio. Imagem: Alberto José
Título e Texto: Alberto José, 31-3-2017

Relacionados:

2 comentários:

  1. Caro Alberto,
    Vc está certíssimo, e quero lhe lembrar que não é só o Rio, o Brasil de modo geral está nas mãos dos marginais, tanto os que roubam pouco e matam, como os que roubam muito e governam. E digo mais, o que será nos próximos anos? Pois esta geração de marginais cresce diariamente.

    É uma lástima!

    Um País tão Rico, passar por tudo isto, este é o resultado da falta de escolas integrais, e de um péssimo governo, é mais 1 legado deixado nos últimos 14 anos.
    Vamos em frente, temos que conviver com isto, até aprendermos a votar, e outras coisas mais, ou deixar o País.

    Heitor Volkart

    ResponderExcluir
  2. MINISTÉRIO DA DEFESA? ERRADO! O CERTO É MISTÉRIO DA DEFESA. E BOTA MISTÉRIO NISSO.

    ResponderExcluir

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-