sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

Gleisi ataca intervenção federal para tentar desviar o foco do escândalo dos 23 milhões de propina

Roger Roberto

Gleisi Hoffmann [foto] disse que “essa intervenção militar tem caráter político. É uma decisão política de mudar a pauta do país”, se referindo ao anúncio do governo de que vai mandar o Exército para ajudar a conter a criminalidade no estado. Ela também afirmou que isso é para reprimir “movimentos sociais”, leia-se: petistas militantes que fazem quebra-quebra.

Sobre a suposta repressão aos “movimentos sociais”, Gleisi está no mínimo de brincadeira. 

As últimas manifestações petistas foram um fracasso, somente os militantes mais fiéis compareceram. Ademais, antes fosse verdade que Temer decidiu reprimir os atos terroristas desta turma. Infelizmente, não é.

Mas de fato o que importa mesmo é a pauta. Quem está mudando a pauta, aliás, é ela. Hoje mesmo Gleisi foi acusada de ter recebido R$ 23 milhões em propina, o que certamente poderá resultar mais um grande processo contra ela, que está em vias de perder o foro privilegiado. A intervenção no Rio é mais um subterfúgio que a senadora utiliza para desviar a atenção.
Título, Imagem e Texto: Roger Roberto, Ceticismo Político, 16-2-2018

Relacionados:

4 comentários:

  1. Tudo isso só tem um objetivo.a releicao. Temer quer continuar grudado como um cão sarnento nas tetas do poder. Ele nao está interessado no povo. O povo que vá para o inferno. Temer e toda corja deveriam Sr fuzilados diante de um paredão de fuzilamento. O país do vai melhorar quando o país conseguir se livrar desses cânceres malignos.

    ResponderExcluir

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-