domingo, 16 de abril de 2017

Se perder as autárquicas, Passos não deve pagar a cobardes

João Pereira Coutinho


Entendo que o PSD ‘profundo’ esteja preocupado com as sondagens. Só não entendo uma coisa: se Passos Coelho é a nódoa que alardeiam, onde estão as alternativas? Quais são os nomes? Quantos estão dispostos a avançar contra ele? Mistério. Fala-se de Rui Rio quando os jornais andam com falta de assunto.

Mas Rio é uma espécie de tique nervoso que críticos nervosos gostam de exibir em público. Bem espremido, é o deserto.

Os críticos heroicos, que muito heroicamente não aparecem para a luta, querem que Passos faça o favor de abandonar o trono voluntariamente. Se perder as autárquicas, Passos Coelho garante que não se demite. Aplausos. Primeiro, porque perder eleições já não é a sepultura de ninguém (obrigado, António Costa).

Mas, sobretudo, porque a coragem dos críticos deve ser premiada com total desprezo. Roma não pagava a traidores. Passos não deve pagar a cobardes.
Título e Texto: João Pereira Coutinho, Correio da Manhã, 16-4-2017

Relacionados:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-