segunda-feira, 9 de outubro de 2017

Respeito às crianças

Nelson Teixeira

Respeite as crianças.
A vida é para a frente.
Por isso, não queira fazê-las iguais a você, mas, na medida do possível, faça-se igual a elas.
Ajuste-se ao tempo delas.
Não é preciso que você fale, ou se vista, ou brinque como elas; mas que aceite e respeite o linguajar, as roupas, a música, a arte delas.
Não lhes dê conselhos inoportunos, porém, sim, exemplos vivos de bondade e amor ao próximo. 
Título e Texto: Nelson Teixeira, Gotas de Paz, 9-10-2017

4 comentários:

  1. Com respeito as nossas inocentes e indefesas crianças, vive-se uma fase assustadora e terrorista, quando, tencionam, fazer um verdadeiro infanticídio moral, com essas criaturinhas. Chegam muitos ao absurdo e a idiotice de dizerem que as crianças não nascem com sexo definido, sendo preciso orientações educativas e físicas, para que elas possam se definir! Calhordas!! Querem ensinar a sagrada natureza como se formam machos e fêmeas. Persistindo tamanha degradação dos humanos insensatos, haverá de chegar o dia em que será necessário um terrível cataclismo terrestre, que dizime todas as criaturas imundas, impuras e pervertidas, dando a necessária oportunidade para a Terra formar uma nova e mais cristã humanidade...
    Almir Papalardo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas, a Folha de São Paulo, as Organizações Globo (também ontem à noite no Fantástico) GRITAM contra a "onda conservadora", contra a "censura"...
      Ontem, Caetano Veloso, protestou contra "a falta de liberdade de expressão dos... artistas"....

      Excluir
  2. Foi protocolado nesta terça-feira (10) o projeto de lei do Senado (PLS) 386/2017. A matéria, de autoria da senadora Ana Amélia, prevê classificação de idade mínima em mostras, exibições de arte e eventos culturais no país. A proposta modifica os artigos 74 e 75 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) para incluir classificação indicativa em museus, mostras, galerias, exposições de arte e cultura.
    — Não tem nada a ver com censura. O que queremos é estabelecer limites e proteger nossas crianças — justificou a senadora.

    Atualmente, não existe um regramento para exposições. A ideia é que seja seguida a indicação etária como já existe para TV, teatro e cinema. O guia prático de classificação do Ministério da Justiça estabelece as seguintes faixas: categoria livre, não recomendado para menores de dez anos, 12, 14, 16 e 18 anos.

    A motivação para a apresentação do projeto de lei foram as polêmicas envolvendo mostras de artes no Rio Grande do Sul e em São Paulo. A mais recente delas, no Museu de Arte Moderna (MAM), na Zona Sul da capital paulista, está sendo criticada nas redes sociais. Imagens que viralizaram mostram crianças interagindo com um homem nu.
    fonte; http://www.anaamelialemos.com.br/noticias/projeto_para_criar_classificacao_indicativa_para_proteger


    PS; O tonto aqui não pode evitar uma perguntar.
    Quer dizer que a lei não regulamentava os execessos cometidos nos recentes casos nos museus?
    Legalmente podia?
    E precisa lei detalhada para o bom senso?
    Desculpem minha ignorância!
    Paizote

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. PS.: Ao tentar pesquisar o PLS386/2017 , constatei que o assunto nada tem com o publicado. Deve ser um dauqeles casos de "JABOTI" projeto que pega carona em outro,
      Mas será que o assunto não podia ter tratamento diferenciado, dada sua importâqncia?

      Excluir

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-