segunda-feira, 12 de fevereiro de 2018

Prisão de “algo atrás”

Haroldo Barboza

Mais simples, rápida, barata e estimulante que Alcatraz!

Com os péssimos exemplos de lisura fornecidos pelas esferas governamentais, fica difícil às famílias brasileiras educar seus filhos na trilha da honestidade e do trabalho honrado. Ainda mais com algumas TVs não efetuando filtro nos tipos de programas que podem desnortear mentes de adolescentes e que são exibidos até na hora do jantar.

A forma adequada para reverter este quadro, é a construção da mais confortável prisão do país:
Basta gradear o Congresso! Sem esquecermo-nos de expulsar os “aspones” (alguns são tolos “serventes”) e jogar as chaves fora. Na semana seguinte iniciar a triagem para libertar os 10% (tudo isso?) de inocentes, que ficariam impedidos de continuar na vida pública pela omissão em não terem denunciado as mutretas que observaram e deram crédito com seu silêncio.


Esta prisão seria econômica em termos de alimentação: o estoque de "pizza" dá para uns 50 anos. Alimentos essenciais podem ser despejados por paraquedas ou drones. Cada um fica encarregado de limpar sua cela (antigo gabinete).

A TV Senado seria fechada e seu acervo seria encaminhado à escola de formação de humoristas.

Sem celulares, é claro. Uso de internet somente uma hora por dia apenas com e-mails cadastrados pela administração (comissão de onze eleitores com o segundo grau completo).

Viu quanta economia faremos? Nossos impostos seriam reduzidos em quase 50%! E centenas de escolas, hospitais e milhares de postos de trabalho seriam criados!

Se algum Advogado ousar visitar seu cliente mais de três vezes por ano, pode trancafiar também que é pombo-correio!
Título e Texto: Haroldo P. Barboza, 12-2-2018

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-