domingo, 5 de março de 2017

Mesmo papo de sempre: Senador gaúcho retoma velho oportunismo, propondo CPI da Previdência

Petista volta a se interessar pela previdência e quer até CPI

Cláudio Humberto

Criticado por abandonar - durante os governos do PT - a antiga militância radical em favor de aposentados, o que lhe rendeu muitos votos, o senador Paulo Paim (PT-RS) [foto] voltou a se interessar pelo tema: reuniu 29 assinaturas para solicitar a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) destinada a investigar a situação financeira da Previdência Social.

Paulo Paim (PT-RS) reuniu 29 assinaturas para solicitar a abertura de uma CPI destinada a investigar a Previdência. Foto: Moreira Mariz/Ag. Senado
Agora que os governos do PT ficaram para trás, aniquilados por sucessivos escândalos de corrupção, agora Paim quer apurar desvios de verbas, fraudes, sonegações e outras irregularidades nos benefícios do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). “A CPI vai esclarecer se precisa ou não de reforma (da Previdência)”, disse.

Apesar de já possuir duas assinaturas a mais do que o necessário, Paim ainda buscará apoio de outros senadores até o fim de março. Ele afirmou que o Palácio do Planalto está pressionando governistas a retirarem as assinaturas do documento, mas não quis revelar os nomes. Caso não consiga a aprovação do pedido, Paim também costura o apoio de parlamentares para uma comissão mista, com a participação de deputados.

Com duração de 120 dias, as CPIs têm poderes de investigação próprios de autoridades judiciais. A comissão pode, por exemplo, convocar pessoas para depor, ouvir testemunhas, requisitar documentos e determinar diligências, entre outras medidas. A ideia de criar uma CPI partiu do presidente da Confederação Brasileira de Aposentados e Pensionistas (Cobap), Warley Martins, que buscou o apoio de Paim. O pedido acontece em meio aos debates sobre a aprovação da reforma da Previdência, uma das prioridades legislativas do governo Michel Temer para este ano.
Título e Texto: Cláudio Humberto, Diário do Poder, 28-2-2017

Relacionados:

2 comentários:

  1. Mordedor De Jaula5 de março de 2017 14:53

    Esse senador Paulo Paim, do PT/RS, é um grande vigarista e oportunista. Enquanto O PT ficou mais de 13 anos governando, os petistas tudo fizeram para abafar todas as CPIs, para melar todas as investigações contra o governo deles. Esses canalhas agora posam de "defensores do trabalhador" indo contra a Reforma da Previdência. O mesmo trabalhador que eles ferraram, provocando a maior recessão e a maior onda de desemprego jamais vista no Brasil. Que agora deixem o Temer fazer as reformas que o país necessita e que os cafajestes petistas não tiveram a coragem de fazer durante os mais de 13 anos que governaram e afundaram o país. Um bando de oportunistas sem-vergonha.

    ResponderExcluir
  2. Então, este Demagogo, hipócrita, já enganou os Aposentados do País o suficiente, chega! Tudo isto agora, a única finalidade são votos, quer se reeleger em 2018, pois sabes que não conseguirás aprovar CPI alguma, o atual congresso está na mão do atual governo, que tem uma cambada de desonestos, também, mas é o que temos, até haver uma mudança, com eleições agora ou em 2018. Ooo Paim, sai fora, já enganastes e protelastes que chega, para defender o PT, como dissestes, te orgulhava disto, os Aposentados não confiam mais em Vc. Esta é a verdade!

    Heitor Rudolfo Volkart

    ResponderExcluir

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-