domingo, 28 de julho de 2019

[Pernoitar, comer e beber fora] Marisqueira e Cervejaria Ramiro: Se não fosse o Marco...

Justamente e por feliz coincidência, um ano depois voltei à Marisqueira Cervejaria Ramiro. Desta feita, em companhia do casal LT/HT.

Duas horas e dez minutos depois da nossa chegada, fomos, enfim, sentados!!



Pedimos, citando de memória, sapateira, amêijoas à Bulhão do Pato e camarões (fritos no azeite e alho). Depois, camarões tigre. E mais nada pedimos, porque já estávamos sobejamente desiludidos.

A sapateira, ruim.
As amêijoas (só eu que as comi) estavam boas. Deveriam estar inesquecíveis.
Camarões fritos, abusando do sal.
Camarões tigre, fritados na manteiga (hummm), sei lá! Poderiam estar mais macios.

O casal estava visivelmente decepcionado.

O vinho branco, da casa, Planalto, do Douro, estava ótimo!

O restaurante, quer dizer, o primeiro andar, era um antigo casarão ou um conjunto de apartamentos (na foto acima dá para perceber). Daí, a gente ficou, no primeiro andar, num antigo quarto. Com três mesas, criadas na hora, cada uma para três pessoas. Então, ficamos, entre a janela, aberta e a antiga porta, nós, um casal de italianos e a filha (colada literalmente ao smartphone) e um casal de franceses e o filho.

O funcionário que nos atendia, as três mesas, com o apoio de um estagiário, falava francês. Filho de ex-emigrante português que casou com uma moça francesa. Aí, conversa vem, conversa vai, o cara mora em... Massamá!

Como a gente sentou às 22h10min, imaginai que no ‘final’ do jantar não havia mais pressa, nem nossa, nem do garçom. Foi o melhor momento!

LT, que estava no chopp, bebeu uns vinte... HT e eu, que estávamos no vinho branco, bebemos umas quatro garrafas... Tudo por causa da alegria do Marco e nossa, cela va sans dire... tudo politicamente incorreto, ou seja, estávamos brincando e nos divertindo! Valeu o que foi pago!

Como a Marisqueira não é um teatro, o generoso leitor já presumiu a minha recomendação: duas horas de espera é masoquismo.

Relacionado:


Anteriores:

Um comentário:

Não aceitamos comentários "anônimos".

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-