quinta-feira, 3 de setembro de 2020

Balança comercial brasileira registra superávit recorde

É o maior resultado para agosto desde 1989

Cristyan Costa

Em agosto deste ano, a balança comercial brasileira registrou um superávit recorde. As exportações superaram as importações em US$ 6,6 bilhões. Dessa forma, é o maior resultado para o mês na série iniciada em 1989. Até o momento, o superávit já soma US$ 36,5 bilhões. É o que informou na terça-feira 1° o Ministério da Economia. Entre os produtos que puxaram o crescimento das exportações agropecuárias, os destaques foram a soja, cujo valor vendido aumentou US$ 443,3 milhões em relação ao mesmo mês do ano passado, e o algodão bruto, com alta de US$ 80,9 milhões na mesma comparação.

Porto de Santos, foto: Tânia Rego/Agência Brasil
A maior parte da alta do saldo em agosto é explicada pela queda da importação da indústria extrativa, que recuou 59,51% em comparação com o mesmo mês do ano passado, e da indústria de transformação, cujas compras do exterior encolheram 23,78%. Já nas exportações, as vendas da indústria de transformação caíram 14,2%, e as vendas da indústria extrativa recuaram 8,6%. No entanto, as exportações da agropecuária subiram 32,64%, conforme noticiou Oeste.  Além disso, no período, a China manteve-se como principal parceira comercial do Brasil, responsável por comprar a maior parte das commodities.

Título e Texto: Cristyan Costa, revista Oeste, 3-9-2020, 6h40

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-