quarta-feira, 16 de setembro de 2020

Linha Amarela tem cobrança de pedágio suspensa após vitória da Prefeitura contra a Lamsa

Catracas foram abertas na noite desta quarta-feira (16/09), após STJ determinar retomada da gestão da Linha Amarela por parte da Prefeitura do Rio

 Raphael Fernandes

Após a determinação do Superior Tribunal de Justiça (STJ), na tarde desta quarta-feira (16/09), que suspende todas as liminares concedidas pelo Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ) e devolve à Prefeitura do Rio a gestão da Linha Amarela, a cobrança de pedágio foi momentaneamente suspensa e as catracas da via expressa encontram-se abertas à livre circulação dos veículos.

Foto: Reprodução/TV Globo

O STJ tratou do pedido de suspensão de liminar protocolado pelo município do Rio, segunda-feira, requerendo o direito de encampar a atividade administrada pela Lamsa.

A batalha judicial entre a empresa que administra a via e o prefeito Marcelo Crivella vem desde 2019. A administração municipal alega que o valor cobrado no pedágio é superior ao previsto em contrato.

O serviço de cobrança de pedágio da Linha Amarela chegou a ser paralisado em 2019, quando Crivella desautorizou a empresa e as cancelas foram abertas. Cabines de cobranças foram destruídas.

Título e Texto: Raphael Fernandes, Diário do Rio, 16-9-2020

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-