quarta-feira, 28 de outubro de 2015

A família Varig

Valdemar Habitzreuter
É gratificante ter notícias de pessoas com as quais trabalhamos e passamos juntos durante anos de nossas vidas, constituindo uma grande família - uma família de mais de dez mil membros. Gostaria, pois, de registrar este fato extraordinário que está acontecendo entre nós: nossos contatos e encontros nas redes sociais. De repente sentimo-nos reunidos novamente como nos velhos tempos. O sentimento variguiano que perpassava nossos corações outrora reflui novamente com muita força, na ânsia de preservar aquilo que caracterizou a grande família Varig: a felicidade de juntos termos erigido um símbolo nacional, venerado mundo afora, e de termos acalentado o sonho de tanta gente de voar em asas seguras.



Naquela época áurea, quando a Varig fazia bonito - os aviões rasgando os ares por todos os continentes -, nós aeronautas e aeroviários ficávamos orgulhosos pela simpatia e confiança com que éramos recebidos por onde quer que pousássemos e andássemos. Tínhamos a sensação de que algo especial acontecia às pessoas quando o símbolo VARIG – a estrela brasileira – lhes vinha à mente e lhes acenava para uma viagem. Para nós, uma grande honra de ter contribuído na mitologizacão de um símbolo que ficará para sempre no inconsciente coletivo brasileiro. O mito Varig encravou-se na memória nacional pelo pioneirismo de excelência de serviço da aviação comercial brasileira e pelo idealismo e presteza da família Varig. Quem não se emocionava ao ouvir em época natalina o jingle:

Estrela brasileira no céu azul
Iluminando de Norte a Sul
Mensagem de amor e paz
Nasceu Jesus, chegou o Natal
Papai Noel voando a jato pelo céu
Trazendo um Natal de felicidade
E um Ano Novo cheio de prosperidade
Varig, Varig, Varig
?


É todo um imaginário que nos acompanha e nos deixa saudosos pelo que representou a Varig a todos nós. E é isso, também, que nos faz contatar uns aos outros para rememorar uma história que construímos com idealismo e fervor.

De fato, apesar de estarmos espalhados por todos os cantos do Brasil e mesmo fora, encontramo-nos a todo instante através das redes sociais, e, assim, os mais diversos assuntos de outrora vêm à tona, haja vista o blog O Cão que fuma, onde postamos as mais inusitadas reminiscências, proporcionando um lindo congraçamento familiar e dando oportunidade para compartilharmos novas experiências de vida. Tudo isso nos enche de alegrias, embora estejamos enfrentando uma situação incômoda frente à incerteza que nos ronda quanto à garantia do direito de termos de volta nosso pecúlio complementar através do Aerus, e outros não pertencentes ao Aerus, mas com direitos trabalhistas pendentes.

E é justamente esse congraçamento que nos fortalece e nos autoriza a gritar aos quatro cantos de que tivemos grande parcela de contribuição na propagação mundial da cultura e das belezas turísticas brasileiras. Ficaríamos gratos se o poder público, hoje, tivesse o gesto magnânimo de reconhecer o denodo com que construímos uma faceta gloriosa da História brasileira e nos concedesse a felicidade de continuar a viver com dignidade, outorgando-nos os benefícios por nós conquistados e a nós devidos.

Com o fim da Varig encerrou-se um ciclo glamoroso da aviação comercial brasileira - com seu ápice nos anos 70 e 80 -, encantando a todos que com ela viajavam. A Varig, como todos sabemos, era a grande referência brasileira no estrangeiro, prestigiada e premiada por seus excelentes serviços. Tudo isto nós vivenciamos e, por isso, sentimentos saudosistas nos assaltam por termos participado dessa era áurea da Varig, como se ainda trespassasse em nossa carne a energia que outrora nos motivava por uma Varig cada vez mais enaltecida.

Portanto, meus amigos, deixemos fluir livremente nossos sentimentos de amizade e saudade através das redes sociais, recordando a rica vivência que juntos tivemos mundo afora, e deixemos a vida executar sua tarefa soberana de delinear nosso futuro incógnito.

Como diria meu filósofo favorito, Henri Bergson, a vida não planeja nada, é simplesmente duração em que passado, presente e futuro se entrelaçam, formando um movimento uníssono, uma realidade em constante evolução para o imprevisível e irrepetível. Cavalgamos no lombo da vida e não sabemos para onde ela nos leva. Não importa para onde ela nos leva, o que importa é acenar que a queremos com todo ardor e participar de sua aventura e ventura. Um grande abraço a todos. Um bom fim de semana.



Título e Texto: Valdemar Habitzreuter, 28-10-2015

14 comentários:

  1. Parabéns, Valdemar Habitzreuter!
    Fiquei emocionada com seu texto! Muito lindo e estimulante.
    Com toda essa história bonita que nos acompanha, não podemos deixar que os acontecimentos e o drama que vivemos no momento presente nos endureçam o coração. Espero que possamos reaver nossas aposentadorias e voltar a viver com dignidade. E assim ficaremos mais harmonizados para reverenciar o que tem que ser reverenciado. A história da VARIG, esta estrela linda que iluminou o céu do Brasil e do Mundo, de norte ao sul, ainda precisa ser contada!
    Os vídeos e as fotos do José Paulo de Resende também falam de tudo isso. Parabéns, José Paulo! Parabéns ao Jim, também, pelo belo trabalho que faz no seu Blog! A ilustração deste texto está linda! Do jeito que a gente quer lembrar a nossa linda empresa, antes da crise...

    ResponderExcluir
  2. Maravilha caro Valdemar, muito emocionante. Obrigado por sensibilizar-me chega a doer no peito. Um forte abraço, Nelson Ribeiro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como é gratificante ver e ouvir a ilustração deste texto,como também ouvir este eterno jingle de Natal que nos emociona e faz chorar de saudade.

      Fernando Rodrigues. ( Serviço de Bordo GIG )

      Excluir
  3. Muito lindo mesmo!!! Saudades sem fim....Betina

    ResponderExcluir
  4. Muito obrigado.
    Além de um texto bem escrito, a lembrança de coisas boas, ajudam a suportar a angústia atual.
    Cezar Prates

    ResponderExcluir
  5. Aos que se manifestaram com palavras amáveis e calorosas em relação ao texto acima, quero agradecer pela espontaneidade de seus sentimentos. Senti o mesmo quando redigi o texto, pois foi uma etapa de minha vida em que vivi feliz, pela oportunidade de poder viajar, viajar, viajar... e conhecer o mundo. A Pioneira, sem dúvida, nos proporcionou o pão físico e cultural enquanto estávamos debaixo de suas asas e eu, depois de aposentado, senti pessoalmente tristeza quando ela deixou milhares de seus filhos na orfandade, e o país, de repente, se viu sem referência de uma cia. aérea à altura de representa-lo mundo afora. É claro, nem tudo foi um mar de rosas, mas o lado positivo sobressai infinitamente. Obrigado, pois, Rosa Maria, Nelson Ribeiro, Maria Elizabeth, Cezar e, sobremaneira, o Jim pelo seu Blog, que nos dá a oportunidade de expressar nossos sentimentos...
    Valdemar

    ResponderExcluir
  6. Habitz, especial seu texto.
    Já foram muitos, todos de grande sensibilidade, e mais uma uma vez, te parabenizo, comungo dos mesmos sentimentos, reencontrei vários Colegas e Amigos, que saudosamente, hoje nos relacionamos, são anos e anos sem nos vermos, mas a Família é assim, quando nos reencontramos, o amor a amizade, em fim, os sentimentos, reflorescem, e gostaria de agradecer a todos que compartilham seus comentários, que nos sensibilizam, com inúmeras recordações, orgulho me de fazer parte desta Família, e agradecer também em especial, o trabalho do Jim, com este excelente Blog, que nos proporciona a termos todos estes grandes sentimentos. Tenho fé que ainda teremos dias mais felizes, e só através da justiça Divina e dos Homens, para termos um conforto melhor, em nossos anos restantes de vida.
    Um forte Abraço Familiar a Todos.
    Volkart

    ResponderExcluir
  7. A VARIG foi a empresa aérea que fez o Brasil ser mais conhecido e mais respeitado no exterior . Funcionou 80 anos incompletos como Embaixada Brasileira nas cidades por ela servida. Como tudo e todos estão de passagem nesta plataforma terrestre e sendo o tempo relativo, a trajetória da Pioneira embora majestosa e profícua , teve decretada a sua extinção em 2010. Não obstante fica o orgulho de termos trabalhado em uma mega organização diferenciada das demais . Hoje, no Brasil e em muitas outras capitais, existem apenas razoáveis e boas companhias aéreas . Glamour e Excelência ficaram na lembrança do milhares de pessoas, que nos tempos atuais desconhecem o que é sentir-se um "rei" em voo , em todos os sentidos. Outras grandes empresas sucumbiram na área de aviação comercial , como a Panair do Brasil e a Panam .
    Tudo são recordações, e blogs como " O cão que fuma" , Whatsapp , facebook e instagram são tecnologias atuais e avançadas que contribuem para agregar pessoas em torno de um mesmo ideal: Lembranças de tempos maravilhosos, saudáveis e produtivos.

    " Aproveite cada minuto, porque o tempo não volta. O que volta é a vontade de voltar no tempo ".
    Abraços a todos.

    Sidnei Oliveira
    Assistido Aerus

    ResponderExcluir
  8. https://youtu.be/unpPoUDozoI
    Era uma Empresa acima dos padrões permitidos

    ResponderExcluir
  9. Meus caros, a Varig já foi, já era, o que ficou fomos nós, sua Família, seus Legados, nossas recordações, nossas saudades, e o nosso Fundo de Previdência, o nosso Aerus, sob Chancela e Aval do Governo Federal. Com pesar pelos Colegas que já foram, assim como a Varig, e com Alegria e Saúde, por todos que ainda, aqui estão. Espero um dia poder sugerir, um grande encontro, de todos Membros do Aerus, e fazermos uma grande Festa. Abraço Fraterno.
    PS: Sonhos e Esperança, jamais vou deixar de ter.
    Volkart .

    ResponderExcluir
  10. " A mesma água fervente que amolece a batata é a mesma que endurece o ovo.
    Não são as circunstâncias que mudam as pessoas, mas sim o que tem dentro delas"
    Ótimo feriadão.

    Sidnei

    ResponderExcluir
  11. Sempre é gratificante ler bons textos da Historia da Varig e ler os comentários inteligentes e sinceros daqueles que muito fizeram pela Galinha de Ovos de Ouro com se referia o saudoso Senhor Berta.Saudades é o amor que fica.

    Nelson Schuler

    ResponderExcluir

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!) isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-