quarta-feira, 21 de agosto de 2019

Charada (991)

Qual o
nome
masculino
que podemos obter
juntando os seguintes
elementos químicos:
Lítio, Bário,
Níquel e Oxigênio?

terça-feira, 20 de agosto de 2019

[Livros & Leituras] Resgatando os condenados

Jordan B. Peterson

(...)

Antes de ajudar alguém, você deveria descobrir por que essa pessoa está com problemas. Você não deveria simplesmente presumir que ela é uma nobre vítima de exploração e circunstâncias injustas. Essa é a explicação mais improvável, e não o contrário. Em minha experiência – clínica e de outras áreas – isso nunca foi simples assim. Além do mais, se você comprar a história de que tudo de terrível aconteceu do nada, sem a responsabilidade pessoal por parte da vítima, você nega a essa pessoa toda sua capacidade de ação no passado (e, por implicação, no presente e no futuro também). Dessa maneira, você a despe de todo o poder.

É muito mais provável que tal indivíduo apenas tenha decidido recusar o caminho para o topo por causa de sua dificuldade. Talvez essa devesse ser a suposição padrão ao se encontrarem situações assim. Isso é árduo demais, você pode pensar. Talvez você esteja certo. Talvez seja um passo muito grande. Mas observe que o fracasso é fácil de compreender. Não é necessária explicação alguma para sua existência. Do mesmo modo, medo, ódio, vício, promiscuidade, traição e trapaça não exigem nenhuma explicação.

Não é a existência do vício, ou a indulgência com ele, que requer uma explicação. O vício é fácil. O fracasso, também. É mais fácil não carregar um fardo. É mais fácil não pensar, não fazer e não se importar. É mais fácil deixar para amanhã o que precisa ser feito hoje e afogar os próximos meses e anos nos prazeres baratos do hoje. Como o infame pai do clã dos Simpsons diz, imediatamente antes de engolir uma jarra de maionese com vodca: “Isso é um problema para o Homer do Futuro. Amigo, não invejo aquele cara!”

Como posso saber que seu sofrimento não é um pedido para que eu sacrifique meus recursos só para que você possa momentaneamente impedir o inevitável? Talvez você nem se importe mais com o colapso iminente, mas ainda não queira admitir. Talvez minha ajuda não retifique nada – não possa retificar nada – porém, mantém essa conscientização tão terrível e pessoal temporariamente afastada. Talvez sua miséria seja uma exigência imposta a mim para que eu falhe também, de modo que a distância que você tão dolorosamente sente existir entre nós possa ser reduzida enquanto você se degenera e afunda.

A Infindável Teoria da Conspiração

Denis MacEoin
            
Tentar acabar com uma suposição irracional, principalmente quando ela estiver firmemente enraizada pelos proponentes com explicações racionais é algo virtualmente impossível. Qualquer informação que não corresponda à narrativa social, política ou étnica abraçada pelos teóricos da conspiração é ipso facto falsa. Cientistas sociais descreveram tais teorias como tendo uma "qualidade autovedante" que as torna "particularmente imunes à contestação".
Deborah Lipstadt, Antisemitism Here and Now, 2019 pp 7-8

As mentiras sobre o Estado de Israel são amplificadas no Ocidente por meio dos "grandes meios de comunicação", tais como: The New York Times, The New Yorker, BBC, The Guardian, MSNBC, e CNN. As igrejas entram na dança e obviamente as Nações Unidas, bem como as assim chamadas organizações de direitos humanos onde sem dúvida vale tudo: The Rockefeller Brothers Fund, Anistia Internacional e Human Rights Watch.


Com que frequência temos a oportunidade de testemunhar comentários sobre a situação em Gaza, na Cisjordânia e em Israel elaborados com tal ímpeto, com ardor mesmo, cujo propósito é destacar para os leitores os "fatos" acerca de Israel? Eles costumam narrar mentiras que envergonhariam uma legião de fraudadores, trapaceiros e teóricos da conspiração.

Parece às vezes que não há limites em se tratando das modernas fantasias antissemitas sobre o Estado judeu de Israel que arrebatam aquelas calúnias mais antigas segundo as quais os judeus controlam as questões globais, como por exemplo na impostura totalmente fraudulenta dos Protocolos dos Sábios de Sião. Hoje somos levados a crer que são as crianças muçulmanas palestinas que são assassinadas pelos desprezíveis sionistas e que o governo de Israel trabalha de mãos dadas com uma rede global de cristãos e banqueiros judeus, políticos e chefões da mídia.

Marinho: reforma da Previdência pode recuperar confiança na economia

Secretário chamou de “catástrofe” resultado do PIB nos últimos 4 anos

Kelly Oliveira

O secretário especial de Trabalho e Previdência do Ministério da Economia, Rogério Marinho [foto], disse hoje (20) que a reforma da Previdência é necessária para recuperar a confiança na economia do país e assim, haver retomada do crescimento. Ele chamou de “catástrofe” o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços do país, abaixo de 1% nos últimos 4 anos.

Foto: José Cruz/Agência Brasil

“Não será a reforma do sistema previdenciário que vai gerar emprego, renda e oportunidades no Brasil. Mas alguma coisa se quebrou nesse país que foi a confiança das pessoas e isso temos a obrigação como sociedade de remontarmos. Essa confiança é essencial para a previsibilidade, a segurança jurídica”, disse, em audiência pública na Comissão de Constituição e Justiça do Senado.

“Acredito que o Brasil está em um momento de inflexão. Temos muitos problemas, muitas diferenças, muitas desavenças até. Mas, certamente, há uma situação que nos une que é o desejo de melhorar o país”, argumentou.

Marinho afirmou que não há registro anterior de tanta demora para a retomada do crescimento econômico do país, mesmo quando houve a quebra da bolsa de Nova York de 1929, problemas da década de 80 ou cíclicos da economia mundial que afetaram o país. “Há quatro anos estamos crescendo a menos de 1%. Não existe registro na nossa histórica econômica dos últimos 100 anos de uma catástrofe dessa proporção”, enfatizou.

Cidadão que tiver queixa sobre empréstimo consignado deve procurar o Portal do Consumidor

Ouvidoria do Ministério da Economia orienta registrar reclamação no órgão que pode instaurar processo contra financeiras


A Ouvidoria do Ministério da Economia está orientando os aposentados e pensionistas do INSS que porventura tenham alguma queixa sobre descontos indevidos no contracheque ou empréstimo realizado, sem a devida anuência, para que procurem o portal consumidor.gov.br. Isso é necessário porque as reclamações que vêm sendo feitas diretamente na Ouvidoria da Economia dizem respeito a relações de consumo, sobre as quais nem o INSS nem a Ouvidoria tem ingerência.

Segundo o ouvidor da Economia, Carlos Augusto Moreira, pelo Portal do Consumidor o cidadão terá comunicação efetiva com as instituições financeiras. O canal é um serviço público gratuito que permite contato direto entre consumidores e empresas para solução de conflitos de consumo pela internet. “Caso o cidadão não consiga resolver o problema pelo portal, ele pode procurar o Procon em segunda instância”, esclarece Carlos Augusto.

Prevenção a abusos
Além disso, o INSS firmou recentemente cooperação técnica com a Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), do Ministério da Justiça e Segurança Pública, para atuar de forma preventiva, impedindo práticas abusivas das empresas.

A fé

Nelson Teixeira

Fé é ter consciência de que existe uma ordem cósmica que na sua sincronicidade conspira de forma inexorável para que cada um de nós acenda a luz interior que iluminará todo o espaço que preenchemos.

Quando se tem fé tudo fica mais sereno e tranquilo, os pensamentos dissipam a negatividade e clareiam os caminhos para que as soluções das atribulações da vida sejam mais fáceis de serem resolvidas.

A conexão com Deus eleva a condição vibratória e uma energia positiva invade a Alma, sempre trazendo o equilibro e a paz interior.
Título e Texto: Nelson Teixeira, Gotas de Paz, 20-8-2019

[Aparecido rasga o verbo] Diferentes formas de encarar a dor

Aparecido Raimundo de Souza

O EDUCADOR, COMO UM ETERNO PROFESSOR, tem por norma, por objetivo, civilizar, colocar no caminho correto a dor. Dispô-la diplomaticamente em excelente patamar. Talvez, dessa forma, a maldita não faça as pessoas passarem por maus bocados. O Congelador, noutro trilho, enregelado como sempre, só tem ideias congelantes na cabeça. Não quer saber de graça. Vive para esfriar, refrescar, refrigerar. O Aspirador não fica atrás. É viciado em cheirar. Ama se embebedar da catinga da dor. E o faz com sofreguidão, com ânsia descomedida. Sorve as mazelas da infeliz por dentro, como se ela fosse uma nuvem gigantesca de poeira e fuligem. Em linha paralela, o Computador, com toda tecnologia de ponta a seu favor, para se livrar do estresse, computa. Sem uma puta por perto. Longe das obrigações do Lenhador, que mete o machado e deixa a dor em petição de misérias.

Não podemos nos esquecer do Buzinador. Esse trombeteiro inveterado fonfona intermitentemente nos ouvidos da dor, deixando-a com os ouvidos em pandarecos, quase às raias de uma loucura totalmente insana. E o que falaríamos do Diagramador? Pouca coisa. O Diagramador diagrama a dor. Grafica. Dá-lhe ares de publicidade. Idêntica brecha, o Encanador. Embora não seja polícia nem tenha parentesco na civil, tampouco na militar, canaliza, encaminha a dor para uma cela de delegacia de periferia. O Batalhador, incansável, luta tenaz e ferozmente contra a dor. Peleja, desesperadamente com todas as armas que possui. Quer vencê-la a qualquer custo. Na maioria das vezes, perde a contenda. O Liquidificador, em caminho oposto, a torna líquida. Derrete, liquesce, dissolve. Mas não acaba com a danada.

O Abanador, ora, o Abanador se traveste de leque e, como tal, chacoalha a dor, abana, agita. A dor, como é do saber geral, sente calor. Um pouco acima que os seres humanos. O Esmolador é mais preguiçoso. Sem nada para fazer na vida, mendiga, piranganda e pede. Implora para a dor não ir embora. Vejam que sem vergonha! O Triturador, não fica atrás, nem se deixa levar pelas conversas moles do Esmolador.  Como um abestalhado, se debate, quer despedaçar, macerar, machucar, quebrar, retalhar a dor. Geralmente a deixa em frangalhos, a mercê de um amontoado de resíduos.  O Aparador, mais calmo e sereno, afunila, aplaina, desbasta, segura a dor quando ela está na iminência de cair.  Quem sabe, dessa forma ela (não vindo abaixo), não doa tanto nos costados dos viventes. O Embromador, primo do Aparador, sem alternativa alguma, brinca, moteja, troça, bigodeia, trambica barra, engrupa. Dito de outra forma escarnece com a dor. De repente, surge em cena o Espanador, irmão do Aspirador, saído não se sabe de onde e, sem que ninguém espere por esse gesto, retira o pó acumulado, limpa, espalha, insufla e bafeja para que a infeliz vá parar nos quintos do inferno.

Charada (990)

Benjamim
é mais alto que
Valentim.
Joaquim
é mais baixo que
Benjamim.
Então,
Valentim
é o mais alto dos três.

A última afirmação
é verdadeira ou falsa?

[Para que servem as borboletas?] A teologia da modernidade: “Sola Fides”...

Valdemar Habitzreuter

Na esteira da Reforma protestante, a fé em si basta para estreitar-nos e comunicar-nos com Deus. As boas obras são os frutos dessa fé. Teólogos modernos ensejam uma virada teológica mais liberal contrapondo-se à tradição cristã do culto a um Deus eminentemente transcendente. Estaria a Igreja do Papa Francisco sinalizando para esta nova tendência teológica?

O “sola fides” (só pela fé) é o que fundamentaria essa virada teológica. Os teólogos Karl Barth e Rudolf Bultmann, por exemplo, se colocam nessa linha... Outro teólogo, Dietrich Bonhoeffer, amplia ainda mais essa teologia, opondo-se ao sectarismo religioso donde se originam muitos conflitos. Neste sentido, a hegemonia da fé unificaria todas as religiões em uma só Igreja confidente.

Assim, nessa perspectiva, nasce uma nova teologia que está angariando adeptos e se afirmando na modernidade. Grosso modo, essa nova teologia dispensa as religiões. Portanto, a fé não necessariamente está atrelada a uma religião; isto é, a religião não é condição para a fé, ela está acima de qualquer religião.

Afirmam os novos teólogos que o homem moderno saiu da menoridade em que se encontrava, sentindo-se protegido e acompanhado pelo zelo doutrinário de autoridades que, supostamente, detinham verdades religiosas pela interpretação das Sagradas Escrituras. Não mais, afirmam; o homem moderno tornou-se adulto e é sua própria autoridade no que diz respeito à fé em Deus, e como relacionar-se com ele. Sua razão lhe diz que a fé não se pauta em transcendentalismo incompreensível e intangível, mas foca-se no centro do homem e do seu mundo.

É na existência que sua fé vê Deus no mundo com o qual se relaciona. Deus não opera do mundo transcendental, não se coloca no sobrenatural, ele pertence ao mundo natural onde acontece a existência humana.

Deus é considerado como vontade de viver imanente à vida neste mundo. Deus e mundo são inseparáveis, perfazem uma única realidade. Cristo representa essa realidade única. Realizar Cristo pela fé é unir a realidade de Deus e a do mundo. Significa realizar autenticamente nossa existência.

segunda-feira, 19 de agosto de 2019

João 6:47-56 – Presbítero Vitor Grando


Nenhum ser humano pode se esquivar de responder à mais profunda das questões existenciais: para onde iremos nós?

Você pode escolher como Pedro, ou pode escolher como Judas.

As nossas escolhas perante o mistério de Cristo reverberam sobre nossas próprias vidas e também sobre toda a sociedade

Lembro de Solzhenitsyn que, depois de 50 anos de estudos sobre a Revolução Russa, resumiu todo o desastre soviético na seguinte sentença: “Os homens se esqueceram de Deus; por isso, tudo aconteceu”.
Vitor Grando


Somos uma Igreja Cristã Reformada implantada no bairro Imperial de São Cristóvão (Rio de Janeiro) tendo como objetivo cultuar a Deus e servi-Lo em Espírito e verdade.

Girão convida cidadãos a participarem de manifestação pelo combate à corrupção

Agência Senado

O senador Eduardo Girão (Podemos-CE) [foto] convidou, em Plenário, nesta segunda-feira (19), os cidadãos para participarem da manifestação a favor da Operação Lava Jato, que acontecerá dia 25 de agosto por todo o país.

Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado
O parlamentar afirmou que os principais pontos reivindicados serão o fim do foro privilegiado, o veto integral ao projeto sobre abuso de autoridade e a instalação da CPI dos Tribunais Superiores.

— É importante que a população vá para as ruas, não é para defender governo, é para defender o país, pautas nacionais. Isso que é importante, pautas nacionais.
Título e Texto: Agência Senado, 19-8-2019


Charada (989)

Os e
presidentes da
República Portuguesa
tinham a mesma mãe
e o mesmo pai,
mas não eram irmãos.
Como isso foi possível?

domingo, 18 de agosto de 2019

Não se deixe pautar, presidente Bolsonaro!

Homem filma a própria morte

[Pensando alto] A vergonha alheia

Pedro Frederico Caldas

O canalha é sempre cordial, um ameno, um amoral e costuma ter uma fluorescente aura de simpatia.
Nelson Rodrigues

Quando você sente vergonha não pelos seus atos mas pelos atos alheios, ou no lugar de quem deveria ter sentido mas não sentiu, isso se chama vergonha alheia.

Amigos sempre me perguntam se Lula será condenado.

Eu me treinei, os outros me treinaram e a vida me treinou para o exercício da advocacia. O Direito foi o meu mundo por décadas. Estudei, li e observei bastante para isso, mas não somente para isso, sempre atento às palavras de um grande jurista cuja advertência ou conselho se traduz numa frase de atilado alcance: “Quem somente sabe direito, nem direito sabe”.

Há um outro jurista que adverte que “o momento crucial do direito é o da interpretação da norma”, apontamento de suma importância para advogados, juízes e promotores.
               
Como trabalha o advogado? O cliente expõe uma situação, relata os fatos e quer uma solução. O advogado examina todos os fatos narrados ou documentados e tenta enquadrá-los em uma ou em um conjunto de normas e emite uma opinião.
               
Acontece que a profissão do advogado é de uma contenciosidade enorme. Nas outras profissões não há um colega dispendendo esforços em sentido contrário, enquanto na advocacia há sempre alguém do outro lado trabalhando no mesmo caso, para a parte contrária, com o objetivo oposto ao seu. Tentará extrair dos mesmos fatos uma conclusão diversa da sua para obter uma vitória que seria o oposto daquilo que você busca.
               
Não conheço os detalhes do “caso Lula”, melhor dizendo, dos “casos Lula”, eis que o homem responde a inúmeros inquéritos, ou processos criminais.
               
No caso do apartamento, a sua defesa cinge-se ao fato de não haver documento probatório de que a propriedade do imóvel é dele. Todo mundo sabe que a propriedade de imóveis se prova por uma escritura levada a registro público. Assim, se tal documento não existe o imóvel não está em seu patrimônio, vale dizer que qualquer gasto ou investimento feito pela empresa construtora foi desembolso em proveito dela própria, pois em nome dela remanesce o apartamento, segundo a ótica da defesa de Lula.
               
Mas as coisas não são simples assim. Nem sempre o formalismo jurídico prepondera, principalmente em se tratando, como se trata, de atos que, a juízo do Ministério Público, têm a aparência normal de direito para encobrir atos contrários ao direito.

Presidente Bolsonaro assina decreto sobre bem-estar de animais usados em rodeios

Alex Rodrigues

Decreto presidencial assinado na noite deste sábado (17) estabelece que compete ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) avaliar os protocolos de bem-estar animal elaborados por entidades promotoras de rodeios.

Na prática, o decreto que o presidente Jair Bolsonaro assinou ao participar da 64ª Festa do Peão de Boiadeiro de Barretos (SP) complementa a Lei nº 10.519 , de julho de 2002, que estabelece as normas de promoção e fiscalização da defesa sanitária animal em rodeios.

O decreto, que será publicado no Diário Oficial da União, estipula que o Mapa poderá, a qualquer momento, requerer parecer de especialistas para subsidiá-lo na avaliação dos protocolos de bem-estar dos animais empregados nos eventos de montaria, com ou sem provas de laço, realizados para avaliar a habilidade dos peões em dominar os animais.

Foto: Edilson Dantas/Agência Brasil
O texto assinado pelo presidente também decreta que será responsabilidade dos órgãos de sanidade agropecuária dos estados e do Distrito Federal checar o cumprimento dos protocolos de bem-estar animal elaborados pelas entidades promotoras de rodeios e devidamente reconhecidos pelo Mapa. O reconhecimento destes protocolos se dará por meio de ato administrativo normativo assinado pelo ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Bolsonaro avalia indicações para PGR

Mandato de Raquel Dodge termina dia 17 de setembro

André Richter

O primeiro mandato de dois anos da procuradora-geral da República, Raquel Dodge, termina no dia 17 de setembro. A renovação do mandato de Dodge pelo mesmo período ou a escolha de um novo procurador depende de uma indicação do presidente Jair Bolsonaro. Antes de tomar posse, o escolhido precisa ser sabatinado pelo Senado e ter nome aprovado pelo plenário da Casa. Não há prazo legal para indicação. 

Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil
Além da tradicional lista tríplice elaborada pela Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR), mais dois subprocuradores correm por fora e também podem ser indicados. Bolsonaro não é obrigado por lei a seguir uma indicação da lista tríplice.

O subprocurador Mário Bonsaglia foi o mais votado na lista elaborada pela associação. Bonsaglia é membro do MPF desde 1981. Doutor em direito pela Universidade de São Paulo (USP), ele passou por órgãos de direção do MPF, como Conselho do MP e o Conselho Superior. 

Luiza Frischeisen ficou em segundo lugar. É procuradora de República desde 1992 e doutora em direito pela USP. Entre 2013 e 2015, integrou o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), na cadeira destinada ao MPF.

[As danações de Carina] Diáspora

Carina Bratt

Dentro do barzinho o sujeito depois de ter tomado umas tantas, começa a dar uma de doidão apaixonado. Meio que cambaleante se dirige até uma mesa onde três moças estão sentadas. Encostando ao lado da mais bonita (não que as outras não fossem) passa a xavecar. Faz isso, contudo, de uma forma diferente e alegre. Cantando:


“Tem feitiço teus olhos
são os mais belos do mundo
olhos assim não existem mais
mais, mais...
Quando eu te vejo
e tu me olhas sorrindo
eu sou tão feliz e digo que te amo
te amo te amo...”.

A jovem abordada leva um susto e, num primeiro momento, estranha aquela atitude. Porém, logo em seguida, numa boa, ao invés de mandar o sujeito plantar batatas, ou solicitar um dos seguranças, resolve entrar na brincadeira. Toma um gole da sua cerveja e dá o troco, desdenhosa:

“Fujo de mim
procurando, esquecer
que você existe...”.

O bêbado, apesar disso, não se constrange. Insiste:

 “Receba as flores que te dou...”.

Sem perder o sorriso indescritível, a maviosa não permite que o rapaz continue. Rebate, desta vez se levantando e solfejando mais alto que ele:

“Enfia em seu nariz que já murchou...”.

Apesar desse gesto meio fora de esquadro, o estrangeiro não perde a pose. Dá uma “bicada” no copo que traz consigo e contra-ataca eufórico:

“Negue
o seu amor
e o seu carinho
diga que você
já me esqueceu...”.

Fazendo um biquinho elegante, a linda despeja a rebatida:

“Saia do meu caminho
eu prefiro andar sozinha
deixa que eu decida a minha vida...”.

O rapaz não se aniquila vencido. Estrondeia:

Charada (988)

Qual é a
metade
do dobro
do dobro
 da metade
de
2?

Charada (987)

O João entrou
num avião.


À frente dele
ia um carro
e atrás ia
um cavalo e uma girafa.
Onde estava o João?

Charada (986)

Qual o
prato de peixe
preferido
destes dois irmãos:
Salvador e Simão?

sábado, 17 de agosto de 2019

FOX NEWS POLL: Trump Loses To Every Leading Democratic Candidate

Frank Camp

On Thursday, Fox News released the results of a poll conducted on 1,013 registered voters between August 11 - 13. According to the poll, each one of the top four Democratic presidential candidates would defeat President Trump in the 2020 election if it were held today.

Foto: Win McNamee/Getty Images
The survey asks: "If the 2020 presidential election were held today, how would you vote if the candidates were..."

·         Joe Biden (50%), Donald Trump (38%)
·         Bernie Sanders (48%), Donald Trump (39%)
·         Kamala Harris (45%), Donald Trump (39%)
·         Elizabeth Warren (46%), Donald Trump (39%)

The survey also asked about favorability. While all four top Democratic candidates are performing well, President Trump’s favorability rating is underwater at 42% "favorable" versus 56% "unfavorable." The only Democratic candidate whose favorability comes close to negativity is Sen. Kamala Harris' (D-CA) at 41% "favorable" and 40% "unfavorable."

Since November of 2016, when Trump's net favorability was -22 in the Fox poll, his ratings have bobbed up and down, usually moving between the lower to mid-40s.

The survey also asked: "How satisfied are you with the way things are going in the country today – are you very satisfied, somewhat satisfied, not very satisfied or not at all satisfied?" A combined 40% said they are "very" or "somewhat" satisfied, while a combined 59% said they are "not very" or "not at all" satisfied.

The Fox News poll isn't the only one predicting a Trump loss if the election were held today. According to the RealClearPolitics average, the president would lose to Biden by approximately 8.6%, Sanders by 5.6%, Warren by 3.2%, Harris by 2.2%, and South Bend, Indiana, Mayor Pete Buttigieg by 0.3%.

O CR Vasco da Gama na décima quinta posição

Vasco x Flamengo: clássico dos ‘misters’ Luxemburgo e Jesus no Mané Garrincha
Rivais se enfrentam em noite marcada pelo encontro dos multicampeões

Bruno Marinho, Diogo Dantas e Marcello Neves

Vanderlei Luxemburgo e Jorge Jesus têm mais coisas em comum do que parece à primeira vista: a carreira apenas mediana como jogador, o status de papa-títulos nacionais como técnico, a coragem para cruzar o Oceano Atlântico e se aventurar no futebol de outro continente. Hoje, às 19h, no Mané Garrincha, quando Vasco e Flamengo entrarem em campo, mostrarão que o estilo de comando também é parecido.


Ambos são descritos como enérgicos no trato com os jogadores. Luxemburgo usa e abusa dos palavrões quando algo sai fora do planejado nos treinos, a mesma sinceridade que Jesus mostrou nas cobranças a Willian Arão no episódio do “Tá mal, Arão”. De currículo respeitável, sabem bem o tamanho que têm e como se impor internamente. Gostam de ser chamados de “mister”, como os europeus tratam os treinadores.

Ao mesmo tempo, eles conhecem as angústias do atleta. Foram jogadores sem muito brilho na década de 1970 e se destacaram como técnicos depois de conquistarem títulos da segunda divisão de seus países. Luxemburgo tem cinco brasileiros; Jesus, três portugueses.

Dança dos treinadores
O técnico vascaíno desbravou a Europa em alto estilo: treinou o Real Madrid em 2005, passagem que durou um ano. É o mesmo tempo de contrato do treinador português com o Flamengo.

Esta noite, eles disputarão o “Clássico dos milhões”. Para Jorge Jesus, será o primeiro da vida. Para Luxemburgo, a estreia à frente do Vasco e, por ser tão ligado ao rubro-negro, um marco.


Se Jorge Jesus é técnico do Flamengo atualmente, muito se deve ao interesse do Vasco em sua contratação. E Luxemburgo é treinador do time da Colina devido ao fracasso na sondagem ao português. Explica-se: foi a partir da procura do Vasco que o treinador entrou no noticiário brasileiro e despertou o interesse rubro-negro.
Home