sexta-feira, 2 de outubro de 2015

Ganhamos!

José António Rodrigues Carmo

No domingo ao fim do dia, iremos ter um generoso rol de vitórias eleitorais.


1. A coligação PAF, mesmo que perca, irá ganhar, porque conseguiu sobreviver a quatro anos de governo em período difícil, durante o qual teve de tomar medidas extremamente impopulares, e etc, etc.

2. O PS, mesmo perdendo, terá uma expressiva vitória porque se reafirmou como alternativa e também sobreviveu à hecatombe dos partidos irmãos na Grécia, Espanha, Reino Unido, etc. O povo fica a saber que é o PS a única força que pode opor-se à "direita".

3. O PCP perderá, como sempre, mas irá ganhar, porque é na CDU que reside a alternativa real e contrariamente ao que a reacção anuncia, o PCP manteve-se como a (3ª, 4ª, whatever) força política nacional e a luta contra o governo ilegitimo e neoliberal irá continuar nas ruas, com a força do povo (leia-se, os dirigentes sindicais afectos à CGTP).

4. O BE irá ganhar, porque elegeu deputados que farão a diferença e contrariou aqueles que apostavam no seu esvaziamento. Elegeu os verdadeiros representantes do povo e irá lutar pela nacionalização da banca e dos "sectores estratégicos", e da saída da NATO e do euro e patati patatá.

5. O Livre irá ganhar porque teve alguns votos dos verdadeiros democratas, mas não fará coligação com o PAN, já que a Isabel do Carmo costumava matar gatos com as bombas. Só o Rui Tavares é que ficará algo ressabiado. A culpa, como ouvi outro dia dizerem em surdina numa acção de campanha na Universidade de Lisboa, quando muitos estudantes não quiseram receber o seu panfleto, era a de que "ainda têm os olhos fechados", ou seja, para os Livres, quem não pensa como eles, é porque é ignorante ou estúpido.

6. O Agir irá ganhar, porque a Joana Amaral Dias promete dar força ao partido, mostrando mais uma vez as mamas.

7. O PRN ganhará, porque não desapareceu.

8. O Partido do Marinho Pinto também ganhará, porque o Marinho voltará à sua sinecura europeia.

9. Etc, etc, etc. (há mais uns quantos partidos todos eles cheios de ideias fantásticas e soluções milagrosas)

Em conclusão, todos irão ganhar e isso é muito bom para a autoestima.
É por isso que (e agora falo a sério) a democracia é uma coisa tão boa.
A luta faz-se desta forma ritualizada e não com espingardas, quem ganha não esmaga os outros e quem perde não perde a face.

Viva a democracia e bora lá votar! 
Título e Texto: José António Rodrigues Carmo, Facebook, 2-10-2015

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!) isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-