segunda-feira, 23 de novembro de 2015

A queda anunciada


José Manuel

A democracia, a ética, e a minha moral, me conferem o direito inalienável de escrever os meus sentimentos, principalmente a respeito de algo que, de fato e de direito, me pertence, sem medo algum de manifestações contrárias.

A surdez social consorciada à omissão declarada protagonizou esta semana um triste espetáculo se esvaindo em elogios e parabéns a quem nunca foi genuinamente ou naturalizadamente por opção amorosa membro da nossa querida empresa Varig.

Ficar calado em certos momentos, traz o bem-estar e o benefício da dúvida, ao contrário de falar demais e perder a estação de desembarque. Foi um misto de uma "topada, com casca de banana, mais pisada de bola", ocasionando uma antológica queda, de quatro é claro.

Todos os "puros e os amantes de origem" sabem que o objetivo perseguido só deve ser comemorado quando os pneus tocam o solo, o speech é falado e as cortinas são fechadas, ocasionando as palmas da satisfação pelo belo espetáculo produzido.
Assim era na saudosa Varig.

Antes disso, bater palmas com pessoas em maior número que o nosso sofrendo, elevando a píncaros demagógicos certos tipos, é como o terceiro-mundismo de uma homenagem em vida, em um busto colocado no pedestal da bajulação, muito em voga por estas plagas.

Nós, os genuínos, os de origem, mas que não temos razão social, sabemos que a nossa razão apesar de amorfa não é feita com contribuições de terceiros, mas com a contribuição de sangue, suor e lágrimas ao longo de anos de história escrita.

Nós somos não o topo, mas a base da pirâmide, porque nós sabemos como fazer e quando fazer, sem a ingerência astuciosa e com segundas intenções que só nós conhecemos.

Uma grande parte deste imenso grupo não sabe e tampouco quer saber as perspectivas futuras, se entregando a manifestações precoces de uma alegria atemporal e irresponsável.

Nós, a seiva, sabemos que falta muito e que muitos querem se aproveitar das nossas parcas vitórias pelo caminho. Nós, a essência, não precisamos de salamaleques, de holofotes nem de plateia, porque nós simplesmente executamos, amorfa mas com dignidade.

Não gostamos, não compartilhamos com semelhantes atitudes, mas continuamos observando até onde os salões da razão se abrem e para quem se abrem. Estamos atentos aos fatos e ninguém irá nos tirar do caminho que traçamos.

Nosso futuro é de luz, assim como já foram os céus no passado, porque materialmente podem nos ter tirado o que construímos, mas espiritualmente jamais vão conseguir, nem com segundas, terceiras, cem intenções espúrias.

Não, certamente não gostamos, e é uma pena que o ser humano continue insistindo no erro de confundir a todo o momento a conjugação perfeita dos verbos, o "ser" e o "estar".
O "ser" é a essência, enquanto o "estar" é transitório, mas títulos, holofotes e microfones criam infelizmente uma turbulência nos pensamentos, a ponto de deixar confusos os nossos capitães de areia.

Nunca é demais lembrar que a palavra cizânia com relação ao grupo já vem lá de trás, dos primórdios, quando determinado grupo tentou se apoderar da nossa dor, do nosso sofrimento, não conseguiu, mas deveria ter sido enquadrado à época por quem de direito e dever. Portanto, sinto-me perfeitamente à vontade para tocar neste assunto delicado, mas que precisa ser exposto de uma vez. 
Título e Texto: José Manuel - Sou, mas sei muito bem onde posso estar. 23-11-2015

Relacionados:

9 comentários:

  1. Jonathas Filho
    Pois é... meu amigo José Manuel, existe uma frase que foi escrita para essas situações:
    - Como nós nos enganamos com certas pessoas...
    Jonathas Filho

    ResponderExcluir
  2. Aqui está o depoimento de um aposentado que, como todos sabem nunca hesitou em abrir mão da sua privacidade, comodidade, da companhia dos seus familiares para assumir greves de fome em protesto pelo sofrimento causado pelo governo a todos os aposentados. Merece a nossa consideração. Alberto José

    ResponderExcluir
  3. Quero por fogo na cizânia.
    Eu não tenho como reclamar de indiferenças.
    Porque reclamar de dedos-duros, puxa-sacos, pelegos e outras formas de parâmetros chulos.
    Esse é o nível cultural do Brasil.
    Enchem minha alma de inveja àquele que vomitam em alto e bom tom que possuem mais de 10 amigos.
    Eu não consigo encher uma mão ou completar os 5 dedos.
    Os virtuais me agradam mais.
    Ninguém puniu nossos algozes verdadeiros.
    Colocamos a culpa no governo, simples assim.
    Pergunto qual foi a propina dada a SPC para não fiscalizar as 21 repactuações da Varig com o Aerus?
    Será que há algum inocente estúpido entre nós que acredita que não houve?
    Porque ninguém do colégio concordante e da FRB até hoje não foi punido?
    Será que também outros inocentes creem que esses sujeitos não tiveram culpa?
    A caterva dominava a administração da VARIG.
    Diretores do instituto saíram impunes, junto com funcionários da SPC.
    Na Varig comprava-se voos, escalas, cargos de chefia, checadores para enrabar esse ou aquele, e até bases de moradia e serviços no exterior.
    Minha indignação é com os que protegem esses abutres, e são solidários a esse pelegos que auditam nossa causa.
    A corrupção dentro da SPC é que nos deu a chance de ganharmos na justiça.
    Vejam que nem o governo se preocupa em caçar os culpados, dentro se suas baias, nem nos obscuros dirigentes da Varig e do Aerus.
    Ninguém pergunta quanto dinheiro foi envolvido nessas maracutaias.
    Alguém acha que o sindicato nacional dos aeronauta e aeroviários não sabia ?
    Dinheiro cala sindicatos e dirigentes.
    Como pode eu em meus reclamos, ser processado por cobrar transparência do Aerus e da Varig em 2002?
    Sei, é mais fácil deixar o Rochinha se foder, nós estamos recebendo.
    Eu não quero ser herói.
    Eu não acho que houve cizânia, há puxa-sacos e pelegos, que não veem outra saída do que somente acusar o governo.
    Também não estou defendendo o governo, que perde na justiça por causa de um ministério corrupto.
    Tivessem feito direito o correto, não teríamos essa situação semi-confortável acatada pelo estado jurídico de direito, o AERUS teria fechado em 2003.
    Alguns foram corneados pelo sistema, eu já sabia que era corno em 2002.
    Pior é ver que alguns que fizeram chacotas sobre o que eu dizia, hoje se dizerem defensores de nossa causa.
    Sobre Carlos Henke, é fácil analisar que ótima pessoa ele é.
    Eu aguardava ser atendido pelo mesmo há mais ou menos uns 50 minutos, quando O famoso comandante segundo oficial Vieira, entrou no recinto da FRB, falou com a secretária e foi atendido imediatamente.
    E ainda faço outro comentário sobre a fundação Ruben Berta.
    Em 2005 quando pagava na FRB minhas mensalidades da UNIMED, meu plano foi cancelado porque a grande fundação já não repassava as mensalidades havia 6 meses.
    Meus amigos virtuais, somos cordeiros, nossos algozes lobos famintos que certamente estão em situação melhores que as nossas.
    Fechando minha latrina para não defecar ainda outras coisas que penso.
    FUI...




    ResponderExcluir
  4. Meus Caros Colegas, Jim, JM, Alberto, Jonathas, Vera, Rochinha, e outros tantos, enfim, nós somos sabedores dos méritos de cada um, mas o esforço e a coragem despendidos por JM, superaram a todos nós, e não tem quem tire isto dos anais da História do Aerus.

    Rochinha, na época citada por Vc, nós éramos "puros e amantes de origem" como diz JM, não tínhamos o foco em fiscalizar o que era nosso, estávamos sempre envolvidos em nossa Profissão, e desfrutando daquilo que ela nos proporcionava, vc tem razão e foi nas nossas barbas que fizeram barbaridades, muitos aptos na Barra, foram comprados, foi uma quadrilha, o DAC, SPC, FRB, SNA, AERUS, e outros Políticos mais, deitaram e rolaram com os nossos depósitos no nosso Fundo, era um dos maiores do Brasil.

    Não temos como voltar atrás, não vejo como punir a quem nos prejudicou, só "esqueceram" que a União Federal, era nosso Avalista, junto à SPC, e como tal foi identificada, juridicamente. Pelo menos isto, pois se não estaríamos "F......"!

    Agora vamos "Bola para frente" pois ainda temos Batalhas importantes, vamos ficar unidos, sim unidos, Nós, Amvvar, Aprus e Aerus.
    Boa semana a Todos.
    Um Abração,
    Volkart

    ResponderExcluir
  5. thomaz raposo de almeida filho24 de novembro de 2015 23:25

    Realmente todos tem sempre o direito de escrever o que quiser deve procurar sempre transmitir a outras pessoas a forma como está visualizando uma determinada situação.
    Os pensamentos transmitidos discordam de elogios dados a pessoas que nunca trabalharam para união, mas você mesmo tem o conhecimento que tentamos os dois alguma união e nada conseguimos. O elogio dado ocorreu de forma natural visto que foi causado pelo desfecho tão aguardado por todos nós e nada vi de errado no trabalho desenvolvido por eles. Observe que é do conhecimento de todos que discordo e não aprovo o método de trabalho que é adotados por este grupo e nem por isto fecho os olhos pela sua vitória que já havia ocorrido desde o ano passado. Os fatos na verdade lamentavelmente são outros e acredito que aqueles que me conhecem desde o princípio sabem que se estou na posição que estou na APRUS, o responsável por tudo que lá ocorre sou eu e o que entendi que deveria fazer e promover fiz da forma como deveria ser feito. Reconhecemos que muito deveríamos ter feito no passado mas não dávamos a atenção devida aos nossos interesses e bo momento estamos no presente buscando solução para o que bem escreveste, não acabou nem as viúvas estão recebendo ainda e temos um tempo de muito trabalho, pois escrever só transmite nossas decepções, pensamentos que nem sempre transmitem a verdade dos fatos mas apenas o que pensamos. Erros, pisadas de bola ? somente depende de como queremos enxergar os fatos, mas lembrem-se para errar, pisar na bola é preciso trabalhar e se expor.

    ResponderExcluir


  6. GOOD NEWS
    PARTIU;DECOLOU DESTINO PLANALTO

    24/11/2015
    SEXP - SECRETARIA DE EXPEDIENTE
    Situação:
    REMETIDA À SANÇÃO
    Ação:
    Anexado Ofício CN nº 536 de 24/11/15, ao Senhor Ministro de Estado Chefe da Casa Civil, encaminhando a Mensagem CN nº 103/15, à Excelentíssima Senhora Presidente da República, submetendo à sanção presidencial autógrafos do Projeto (fls. 26 a 29).
    Autógrafo enviado à sanção ( PDF )

    PAIZOTE

    ResponderExcluir
  7. O tempo passa e tudo apaga , mas as boas recordações e pessoas ficam nas mentes e corações. O que se leva para além da grande travessia é aquilo que foi aprendido e praticado .O importante agora é saber que um duro combate foi vencido e que 2016 será melhor. Deve-se, também, prestar solidariedade com aqueles(as) ainda não contemplados(as) . Hão de ser. O Mestre Criador não abandona ninguém.
    Um ótimo dia a todos.
    Sidnei
    Assistido Aerus - RJ

    ResponderExcluir
  8. Prezados, com certeza Pensionistas após 2006, têm urgência em receber a Tutela, espero que isto ocorra o mais breve possível. Que a Tarifária da Varig, tbem faça justiça com todos os Elegíveis.

    Mas quero deixar bem claro, que eu não me sinto contemplado, tive uma reparação de emergência, que é a Tutela, como Membro do Plano 1, sofri muito estes anos todos, e quero e espero receber logo os meus Atrasados, que são tão justos quanto a Tutela. Então, sim, me sentirei contemplado.
    Abs.
    Volkart

    ResponderExcluir
  9. Tem o meu apoio. É isso mesmo. É uma podridão. Abraço.
    Alberto José

    ResponderExcluir

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!) isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-