domingo, 8 de maio de 2016

Ao tentar atingir Cunha, bancada do PSOL dá argumento para zerar benefícios de Dilma

Luciano Henrique



O PSOL está se tornando o partido dos melhores “burros com vontade” de Dilma. Fazem tudo para ajudar o partido, mas ultimamente só metem os pés pelas mãos. Argumentam o seguinte:

“A bancada do PSOL na Câmara repudia, veementemente, a iniciativa da Mesa Diretora de editar um ato para garantir parte dos privilégios que até ontem eram recebidos por Eduardo Cunha como deputado e presidente da Casa. Não é aceitável a ideia de que, já afastado do mandato e da presidência da Câmara por decisão unânime do Supremo Tribunal Federal (STF), o parlamentar continue a receber o tratamento de como se estivesse atuante.”

A tropa que assina o documento inclui “a nata” do partido: Chico Alencar, Edmilson Rodrigues, Glauber Braga, Ivan Valente, Jean Wyllys e Luiza Erundina. Só gente barra-pesada…

Antes eu havia sugerido que tanto Dilma como Cunha devessem receber um salário mínimo mais o dinheiro do busão.

Agora revi minha posição. Se o PSOL diz que Cunha deve perder “todos os benefícios”, é justo aplicar a regra à Dilma.

Mas ainda vou aplicar uma regra de caridade: tanto Dilma como Cunha devem receber agora uma paçoca (ou cocada) por mês e mais 13 moedinhas. Mas o justo é que ambos fiquem com a mesma quantidade de doce e de moedinhas. Nada mais.

Via Luciano Henrique, Ceticismo Político, 7-5-2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!) isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-