quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Triste fim do aposentado

Almir Papalardo

Prezados Senhores Congressistas: 

E... numa infeliz sessão plenária do Congresso, foi prestado mais um desserviço ao Brasil!!

De que adianta o Senado Federal possuir 81 senadores e a Câmara dos Deputados 513 deputados (apenas quantidade e não qualidade!), se não dão o mesmo tratamento que é dado aos trabalhadores ativos aos aposentados?

Por que castigar os velhos aposentados sob a alegação da Previdência ser deficitária? Por acaso o aposentado tem culpa? Revejam bem se a gestão governamental não vem deixando a desejar na administração da Previdência Social!

Notem que a Previdência Social correspondente ao RGPS é bem superavitária! Não permitam desvios de seus cofres, coíbam aposentadorias milionárias e adotem um tratamento único para os aposentados do RGPS e RGPPS, que o déficit logo desaparecerá!

Cobrem a quem tem débitos com a Previdência e não se esqueçam também que 3,5 trilhões de reais foram desviados da Previdência, sem jamais retornar aos seus cofres... Os aposentados que ousaram ter seus proventos um pouco acima do salário mínimo, pagam o pato, servindo de "válvula de escape" para o governo equilibrar as contas previdenciárias.

O gráfico estatístico abaixo denuncia o perverso retrocesso provocado propositalmente na minha aposentadoria, acontecendo o mesmo com quase dez milhões de aposentados, sofrendo todos uma tremenda e insana discriminação: 

Até 1997 recebia...  = 7,18  SM
Em 1998 passei a receber =  6,79    "
1999     "       "       "       =  6,79    "      
2000     "       "        "      =  6,47    "        
2001     "       "        "      =  5,85    "        
2002     "       "        "      =  5,74    "        
2003     "       "        "      =  5,63    "        
2004     "       "        "      =  5,54    "        
2005     "       "        "      =  5,11    "        
2006     "       "        "      =  4,60    "        
2007     "       "        "      =  4,38    "        
2008     "       "        "      =  4,21    "        
2009     "       "        "      =  3,98    "         
2010     "       "        "      = 3,91    "
2011     "       "        "      = 3,90    "  
2012     "       "        "      = 3,63    "
2013      "      "        "      = 3,53    "
2014      "     "         "      = 3,49    "
2015       "    "         "      = 3,06    "  
2016       "    "         "      = 3,04    "
2017       "    "         "      = 3,04    ",  

até que cairei fatalmente na vala do salário mínimo se tal absurdo não for sanado. Somos o inverso de todos que têm seus salários atualizados com aumentos reais, e de acordo com a evolução da moeda. Enquanto todos têm seus vencimentos atualizados e crescidos, nós os aposentados, temos nossos benefícios ano a ano defasados, crescendo como rabo de cavalo, ou seja, para baixo... 

A oportunidade descartada pelo Congresso para a derrubada do veto presidencial (MP 672/2015 aprovada e vetado pela Dilma), que estendia o mesmo percentual de reajuste para todos os aposentados, foi jogado por terra. Uma chance esperada já há dezoito anos pelos indefesos segurados do INSS!!

É verdade que 211 parlamentares mais sensíveis e independentes, votaram pelo restabelecimento da dignidade dos velhos trabalhadores, mas, infelizmente, 160 parlamentares empedernidos (pertencentes ao quesito Quantidade e não Qualidade), juntamente com 12 abstenções e mais 14 obstruções, votaram favoravelmente à presidente Dilma, impedindo que se alcançasse na apuração o indispensável somatório de 257 votos. É simplesmente lamentável e cruel...

Agora vossas excelências deveriam aprovar o nosso Pl 4434/08 (Recuperação das Perdas), para nos compensar destas perdas, destruidora de aposentadorias e que vem provocando a antecipação de óbitos de velhos segurados, sem deixar nenhum vestígio na autópsia, do terrível veneno que vem nos dizimando, chamado preconceito, desprezo e má vontade política...

Atenciosamente,
Almir Papalardo, 1-8-2018

Relacionados:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-