segunda-feira, 8 de outubro de 2018

Um homem um voto, mas o homem tem de votar como deve ser

Helena Matos

Tendo em conta a irritação que por aí vai com o sentido de voto dos emigrantes brasileiros deve estar a ser criado um movimento para que o voto seja restrito aos seguintes brasileiros:

a) amigos e conhecidos dos jornalistas portugueses que, como se sabe e viu, apenas conhecem brasileiros que não votam em Bolsonaro;

b) professores universitários, artistas, escritores.

Todos os outros brasileiros devem trocar o direito de voto por sessões de esclarecimento organizadas por pessoas esclarecidas e progressistas.
Título e Texto: Helena Matos, Blasfémias, 8-10-2018


Detentos recebem instruções num "campo de reforma pelo trabalho" na China. Foto: Arquivo Epoch Times

Relacionados:

2 comentários:

  1. Pelos vistos, os brasileiros que moram em Portugal são quase todos fascistas, racistas, homofóbicos e xenófobos. Em nome da tolerância, é correr com essa escumalha já. Por mim, já acendi o archote e desenterrei a forquilha: os direitos humanos acima de tudo.
    Alberto Gonçalves

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. DIREITOS HUMANOS, PERGUNTA-SE DE QUEM?
      GAYS, LÉSBICAS, NEGROS ETC E TAL...TEM OS MESMOS DIREITOS QUE EU TENHO.
      FASCISMO É UM REGIME DE PARTIDO ÚNICO.
      TEM QUE TER PORTE DE ARMA.
      QUERO UMA MAGNUM 357, QUERO ENTERRAR FASCISTAS.
      COMEÇANDO PELOS MANOS DOS DIREITOS.

      Excluir

Não aceitamos comentários "anônimos".

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-