terça-feira, 30 de outubro de 2018

[Meninos, eu vi] Acordamos do pesadelo

Valter Almeida

Há quase duas décadas eu vi a minha Pátria mergulhar no sono profundo. 

Vi os nossos sonhos se transformar em pesadelos. E nesses pesadelos vi, atônito, a criação de um sistema perverso e corrupto governar o Brasil.

Vi esse sistema traiçoeiro mergulhar o nosso País num balaio de ratos que corroeu o seu patrimônio para satisfazer a volúpia da ambição criminosa de corruptos a se locupletarem em detrimento da miséria do povo, e da submissão covarde dos poderes constituintes responsáveis por manter a justiça, a obediência à constituição, preservar e defender a nossa democracia.

Vi, chorando, a doutrinação de uma juventude, embarcar na insensatez da mediocridade de um País dominado por corruptos e caminhando para um futuro sombrio onde o infortúnio da imoralidade prevaleceria sobre a dignidade e a decência ética da família e da sociedade.

Vi, desesperado, a cada dia, a cada hora, a cada minuto, o meu querido Brasil se tornar uma terra sem lei, sem justiça, sem respeito, sem humanidade.

Vi, angustiado, o vírus da corrupção se propagar por todo o território nacional.

Vi, com o coração partido, a desgraça e a desonestidade contaminar todas as camadas sociais.

Vi, perplexo, a inércia de governos incompetentes e conviventes com tudo isso nada fazer para impedir o extermínio da moralidade, da cidadania e da própria soberania do Brasil.

Vi, com revolta, governos demagogos e mentirosos enganarem as camadas mais pobres e desprovidas de cultura com passaporte falso de ascensão social.

Vi, indignado, governos desviarem o dinheiro fruto do nosso honrado trabalho para patrocinar, através da corrupção e de propinas, obras em países regidos por ditaduras e comunismo e como consequência privar aqui no Brasil de investimentos na saúde, educação, saneamento, segurança, transporte e infraestrutura.

Vi, abismado, a implantação de ideologias nefastas ao sagrado direto da família e da inocência da criança.

Vi, horrorizado, brasileiros morrerem agonizando nas filas e nos corredores dos hospitais públicos por falta de remédios, médicos, equipamentos cirúrgicos e até materiais básicos para um simples curativo.

Vi, com pavor, a violência pelo descaso e incompetência dos governantes, aumentar assustadoramente a ponto de bater recorde mundial ultrapassando 60 mil homicídios por ano.

Vi, com náusea, políticos inescrupulosos e nojentos esconderem as suas propinas nos bolsos das calças, em bolsas, maletas e até na cueca.

Vi, com ojeriza, governantes por conveniência dos seus próprios interesses de ideologia socialista e comunista implantar a discórdia entre as classes sociais rompendo violentamente o sublime sentimento de irmandade e patriotismo.
Vi, atordoado, propriedades privadas serem invadidas, plantações destruídas, animais mortos e até violência física e seus agressores ficarem impunes.

Vi, com repulsa, corruptos serem condecorados e laureados como heróis, condenado pela justiça ser aclamado presidente da república.

Vi, apavorado, o terror quase diário de assaltos a bancos, explosões de caixas eletrônicos, assaltos à mão armada, latrocínio, estupros e todo tipo de violência tendo como vítimas toda a sociedade independente de gênero, raça, crença religiosa e opção sexual.

Vi, com surpresa, candidato ateu e comunista comungar, assistir missa, rezar, orar, invocar o nome de Deus, mas também vi bíblia jogada no lixo, manifestações satirizando o nome de Deus, quebra de imagens sacras, nudez, simulação de ato sexual, queima da bandeira brasileira, cocô na foto de adversário político, crucifixo na vagina e no ânus e tantas outras coisas mais, que simplesmente foram divulgadas pela mídia como episódios irreverentes.

O pesadelo foi muito longo, o sofrimento e a dor foram constantes em nossas vidas, aposentados do regime geral da previdência social perderam os seus direitos e os seus benefícios que depois de 35 anos de trabalho dedicados para o engrandecimento da nossa Pátria que eram por direito 5, 6, 7, 8, 10 e até mais salários mínimos ficarem reduzidos gradativamente até chegar apenas a um salário mínimo, jogando assim os velhos aposentados nos seus últimos anos ou dias de vida na extrema miséria.

14 milhões de trabalhadores perderam os seus empregos e 63 milhões de brasileiros ficaram endividados, parece mentira, mas fecharam no Brasil 341 mil e 600 empresas. Hoje, 28 de outubro de 2018, acordamos do pesadelo, quebramos o sistema e mutilamos o partido mais corrupto do mundo. As feridas vão demorar a sarar e as cicatrizes talvez fiquem para sempre, mas não é hora para pensar nisso e sim debruçar para esta luz que acendeu trazendo de volta a esperança de construir um rumo para nossas vidas e a nossa Pátria, não vai ser fácil porque o estrago foi muito grande.

O trabalho, a honestidade, o patriotismo, a fé em Deus e a união de todos nós é a receita para reconstruir o nosso querido Brasil. O futuro é uma incógnita, não temos certeza se o nosso Presidente irá conseguir cumprir com êxito a sua tarefa como mandatário supremo da pátria, o tempo nos dará a resposta, mas no momento o mais importante é ter a certeza de que a partir de hoje não mais voltaremos a dormir e deixar que sistema nenhuma transforme os nossos sonhos em pesadelos.


Parabéns, Presidente Jair Messias Bolsonaro, Deus te abençoe!
Brasil acima de tudo e Deus acima de todos.
Título e Texto: Valter Almeida, 28-10-2018

Anteriores:

2 comentários:

  1. eu tambem vi, Valter Almeida, e permita a honra de parabnizá-lo por teres escrito tudo que eu gostaria de ter escrito... parab´ns, guri...

    ResponderExcluir
  2. Realmente amigo Valter Almeida estamos acordando de um sono letárgico, profundo, de uma estranha catalepsia, quando permitimos que cri-cris do Partido dos Trabalhadores, se perpetuassem durante três eleições seguidas (primeiro e segundo turnos), que bagunçaram a política brasileira, onde um ex-presidente preso, dita normas indecentes, querendo ainda candidatar-se, denegrindo a imagem do juiz que anteriormente o havia enclausurado, e seu séquito de ETs o aplaudem freneticamente! Só no Brasil acontecem barbaridades como esta, por culpa exclusiva dos seus eleitores que preferem se acomodar para melhor aproveitar seu domingo numa praia, ao invés de irem primeiramente às urnas, para participarem efetivamente da seleção de políticos dignos! Disse que ainda estamos acordando, porque, não estamos ainda despertos totalmente, haja vista que muitos petistas e afins conseguiram apesar de praticar sandices e mais sandices que nos impõem no seu desempenho parlamentar, conseguindo dobrar seus mandatos. Em contrapartida, deixam de reeleger candidatos como o senador Magno Malta e o deputado Arnaldo Faria de Sá. Pode isto??
    Almir Papalardo.

    ResponderExcluir

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-