sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

13 de dezembro: Brasil nas praças e ruas

No próximo dia 13 de dezembro, domingo, às 13h, brasileiros sairão às ruas e praças de cidades do Brasil e Exterior para derrotar o “13”; todos na rua pelo impeachment!



Alguns dos Movimentos que estão convocando atos e manifestações para esse dia:

Em Lisboa, a manifestação acontecerá na Praça Luís de Camões [foto abaixo] 

Foto: João Leitão

16 comentários:

  1. Eu estarei lutando pra libertar o brasil do PT e tirar essa maldição que é essa Dilma ...bora brasil junto somos os donos!!!

    ResponderExcluir
  2. Prezada Sociedade Classe Média!
    Vamos às Ruas, Vamos descruzar os Braços!

    Este País não pode ser Governado por tantos Incompetentes, e não podemos deixar que estas "bolsas família, e outras" comprem votos de um País inteiro. O Socialismo, a necessidade das famílias mais carentes, tem que ser preservado, mas usar isto para ter o Poder, e não ter a Competência, nós não podemos permitir mais, o Brasil é muito maior que isto.

    Temos que ir às Ruas, pois se dependermos do Legislativo, aí "a caravana vai passar", pois os interesses individuais são maiores, e a "Demagogia é Enorme".

    Com a Manifestação Popular em Massa, podemos recorrer ao STF.
    "O crime não vencerá a justiça".
    Até dia 13 de dezembro…
    Abraços,
    Volkart

    ResponderExcluir
  3. Segundo os especialistas , do ponto-de-vista legal constitucional não há ( ainda) irregularidade(s) efetiva(s) que justifiquem um impeachment. A situação está mais para " briga de marketing" entre a Dilma e o Cunha. Certamente existe um acirrado jogo por trás disso tudo. Ele ( o Cunha) já deveria ter sido posto na rua há um bom tempo. Mas há outros que pertencem à mesma "panela" que valem tanto quanto o Cunha . Agora, é óbvio que do jeito que a política e a vida dos brasileiros vem sendo conduzida, alguma coisa tem que ser feito, e para "ontem" . Se a Dilma sair , entra o Temer; pode ser pior a emenda que o soneto . É trocar seis por meia dúzia. Entretanto, ficar na inércia é , sem dúvida, a pior opção. A Dilma parece perdida no meio de um deserto. O Lula imaginou que seria uma coisa , colocando ela como presidente. Parece que deu tudo errado.
    O que vai acontecer no "fringir dos ovos" é uma incógnita . Mas tem que acontecer algo para mudar ; nem melhor nem para pior . Que seja diferente .

    Boa noite a todos.

    Sidnei Oliveira
    Assistido Aerus - RJ

    ResponderExcluir
  4. Eduardo Cunha é um 'problema'. Dilma Rousseff é um 'problema' maior, até pelo cargo que ocupa e o que representa para o Brasil. Lula da Silva talvez seja o maior 'problema' da história contemporânea brasileira, muito mais do que foi o 'problema' Collor de Mello.
    Cada caso é um 'problema' e, portanto, como qualquer problema, precisa ser resolvido de per se.
    Querer juntar um com o outro, ou querer transformar dois problemas numa peça só, tipo "A besta e a fera", é relativizar e coligar o que não é relativo e o que não poderá nunca constituir liga. Noutras palavras, é jogar areia nos olhos dos crentes assistentes dessas intervenções de 'especialistas'... por acaso, só por acaso, rima com petistas, socialistas e outros istas, Só não rima com 'enrustidos'.

    Ah, pelo pouco que sei, a assessoria jurídica da presidência da Câmara, baseou-se no argumentário dos juristas Hélio Bicudo e Janaina Paschoal.
    Cuja entrevista ao programa Roda-Viva pode ser revista neste blogue:
    No Roda Viva, Hélio Bicudo e Janaina Paschoal dão show de assertividade. Que a direita se inspire nestes exemplos

    ResponderExcluir
  5. Caro Sidnei, ledo engano seu, há irregularidades sim, na Administração da Presidente da República, se as "Pedaladas" poderão ser discutidas, quanto a sua legalidade, as MPs emitidas para saques do BNDES, não, estas já comprovadamente foram ilegais, pois deveriam ter passado por aprovação do Congresso Nacional, e isto não foi feito, tornando-se uma irregularidade.

    Quanto a mudanças qualquer que for será "muito melhor", veja as respostas dos Mercados, das Bolsas de Valores e do Câmbio. Está Corja tem que ser extinta, quanto aos Parlamentares, realmente não é só o Cunha, são muitos, e eles devem estar preocupados, pois ainda virá a tona, muita coisa está por vir.

    O Povo Brasileiro nas próximas Eleições poderá limpar este Congresso.
    Tem ainda um "pequeno delito" cometido, que será investigado, e foi o TSE que pede a cassação de Dilma e Temer.
    É… e Lula não está passando nem uma agulha, chegará sua vez.
    Se houver mudança, meu Caro, será sim, Melhor.
    Um abraço,
    Volkart

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, Heitor;
      Estamos aqui apenas trocando ideias sobre os acontecimentos na nossa pátria brasileira . Salvo equívoco, aparentemente nenhum de nós detém conhecimento jurídico aprofundado, tampouco conhecemos todos os lados dessa complicada questão. Essa história de "impeachment" começou com um pedido de dois juristas famosos (aposentados), que entraram com pedido de afastamento da presidente. Mas há outros juristas e alguns advogados , segundo reportagem semana passada e notas soltas em jornais e na web, que ponderam o contrário; que segundo a lei 1079/abril 1950 não existe fundamento comprovado ( pelo menos por enquanto) para responsabilizar a Dilma.
      Entretanto, é óbvio que a maioria ( salvo os correligionários e adeptos ao "vermelho") desejam que ela saia. Só que ficaria o Temer no lugar. E quanto às laranjas apodrecidas, como J Barbalho, Collor, Cunha, Calheiros, E Lobão e mais alguns?
      Quando Collor foi impedido (1991/92) o momento político era outro. Não havia o
      PBF ( criado através da Lei Nº. 10.836 de 09 de janeiro de 2004).
      Talvez a população conclamada através a mídia e redes sociais , para comparecer às ruas na próxima semana a protestar, possa produzir um efeito positivo a fim de expurgar a presidente e , junto, levar os malfeitores salafrários para a cadeia.
      Vamos torcer para que dê certo. E viva a democracia.
      Abraços.

      Sidnei

      Excluir
    2. "Essa história de "impeachment" começou com um pedido de dois juristas famosos (aposentados),..." Sorry!
      Na verdade da filha de um deles, aproveitando o prestigio o pai , fez a petição do impeachment, pediu ao pai que assinasse. Se der certo ...fica famosa!
      Sou contra Dilma , já era antes dela ser eleita, e apesar das defesas que Dr. Maia fazia da mesma ,manifestava-me para ele como sendo uma "encomenda para reservar a moita".
      Não acho que Dilma saia ,pelo simples motivo de que não há no cenário político nada melhor.
      Dilma era para ter sido a herdeira do Brizola , pois era do PDT , entrou para o PT iludida pelo canto da "sereio". Acabou presidente sem estar preparada nem se programada para isto, foi presidente graças as "mancadas" do Dirceu. Este era o escolhido! Gostaria de poder defender o afastamento da mesma, atenderia a vontade de pelo menos 40% dos Brasileiros, mas a pergunta que não quer calar é "O que o Brasil ganhará com isto? Nada! É uma troca de comando...
      Vide Collor...saiu, e o que mudou? Saímos da frigideira para cair no fogo. O problema é muito mais amplo ...
      A saída de Dilma é apenas um Band-daid num mutilado.
      E para o Lula nada?
      O movimento do dia 14 ,vai depender de muitos fatores ,principalmente das capas de jornais nos dias que antecederem.
      Dependerá também da não aceitação de nenhum político ou partido na marcha pacífica do povo ...etc...
      Já tem gente comprando passagem para Brasília na esperança que Dilma caia...e ganhe alguma nomeação no novo governo.
      Dilma , foi lamentável como presidente? Foi!
      Mas quem se sairía menos ruim?
      Alguém com ideologias de extrema direita? Putz... Chega a dar arrepios! Nem uma das extremidades ideológicas, direita ou esquerda faria bom governo.
      Somente uma coalizão ética e responsável e preocupada com o destino da nação e de seu povo!.
      Mas coalizão neste momento ? Quem ? Sem citar nomes, nenhum dos que ocupam cargos atualmente tem moral para tanto.
      Enfim , no meu modesto entender,"estamos num mato sem cachorro!" "Se correr o bicho pega ,se ficar o bicho come".
      Quem sabe destituir toda a classe política, instituir parlamentarismo ( com outros parlamentares constituintes ) nomear o Juiz Moro provisoriamente, até baixar a poeira...e construir presidios ...muitos presidios. Iremos precisar!
      Se Dilma cair não lamentarei !
      Se os lideres legislativos cairem..já vão tarde!
      Mas será apenas uma questão de tempo , para recomeçar todo o processo...outro impeachmente deprimente deste país "sem-vergonha".

      Paizote

      Excluir
  6. Eu vejo que apesar de tudo, de provas contundentes há quem defenda o jeitinho brasileiro para a ilegalidade.
    A PRESIDENTE PREVARICOU, E PREVARICAÇÃO É CRIME DE RESPONSABILIDADE DE QUALQUER FUNCIONÁRIO PÚBLICO. FOSSE EXERCIDA A LEI DAVA IMPEDIMENTO DE TODO O CONGRESSO, TODO O EXECUTIVO E TODO O JUDICIÁRIO.

    ResponderExcluir
  7. No meu entender o êxito do impeachment está condicionado tão somente a manifestação do próximo dia 13. Se for um reconhecido sucesso a realização desta manifestação, que julgo ser a mais importante de todas até hoje realizadas, o impeachment tem tudo para avançar. Se for um fracasso, com pouco mais de alguns gatos pingados, Dilma ganhará sobre-força, irá até o fim do seu mandato, com o sério risco de termos ainda a volta do tresloucado Lula em 20018! Por isso esqueçam por hora da outra manifestação que andam programando, se não me engano para o dia 20 de dezembro, e se concentrem somente nesta do dia 13 do corrente, porque a programação de duas manifestações simultâneas,só servem para confundir o cidadão, tirando-lhe a vontade de participar.
    Esta como disse, é a mais importante de todas as outras, porque dará forças para o prosseguimento do impeachment, ou colaborará para o seu esvaecimento. Toda a convocação possível, nestes dias que antecedem a mesma, é pouco. Exortem o máximo que puderem para que está manifestação tenha o maior número possível de participantes. A propósito, fiz uma matéria sobre o assunto que ainda não foi publicada.
    Almir Papalardo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caríssimo Almir,
      Sou da mesmíssima opinião: ou arrebentamos a boca do balão ou continuaremos duzentos milhões de balões... furados.

      Em tempo: cheguei há instantes, daqui a pouco começarei a edição dos artigos recebidos.
      Obrigado!
      Abraços./-
      Jim

      Excluir
  8. Só agora me dei conta , domingo dia 13 à tarde...parar o Brasil???? Ta faltando marqueteiro na organização! Um minino de competência é preciso...domingo à tarde????

    Paizote

    ResponderExcluir
  9. Eu também preferiria que a manifestação tivesse sido programada para começar as 09:00h da manhã (Rio de Janeiro).Tenho receio que se tivermos no domingo um sol abrasador, com muito calor, o horário de 13:00h afastará muita gente da manifestação, ainda mais depois de um almoço farto, como costuma ser aos domingos, quando as famílias estão reunidas. De qualquer maneira julgo ainda ser preferível que as manifestações sejam realizadas aos domingos, quando todos estão em casa. Resta-nos a esperança de que, como não haverá o costumeiro futebol pelo Brasil, porque o Campeonato Brasileiro já terminou, muitas pessoas que adoram novidades e movimentações, participarão da decisiva e oportuna manifestação. Que venha pois o dia 13...
    Um abraço para todos.
    Almir Papalardo.

    ResponderExcluir
  10. As manifestações têm acontecido aos domingos, como a última, por exemplo, que foi no domingo, 16 de agosto.
    [Meninos, eu vi!] 16 de agosto de 2015

    Aos domingos, já explicaram os organizadores, a grande maioria dos brasileiros está em suas casas, ao contrário dos dias de semana, que está trabalhando.
    Ou seja, ao domingo existe a disponibilidade ‘teórica’ – porque muita gente trabalha nesse dia – para sair de casa participar de manifestações cidadãs; não se está trabalhando, os bancos estão fechados, as repartições públicas (de todos os níveis) estão encerradas, os consultórios médicos e odontológicos não abrem aos domingos, etc

    Aos domingos, além da praia – ‘aberta’ durante todo o ano, sete dias por semana –, estão ‘abertos’ os centros comerciais, restaurantes, cinemas… e os programas vespertinos da TV.

    A escolha é individual.

    Eu já escolhi: irei à rua! Quero contribuir para o apeamento da atual presidente do Brasil, do seu criador, do partido que a alberga e tutti quanti porque estou convencido de que essa gente não serve ao Brasil, não serve para o Brasil. Tem-se servido dele, tão só!

    ResponderExcluir
  11. Não vejo nenhum problema na assunção do atual vice-presidente, Michel Temer, à presidência da República, substituindo a futura defenestrada. É legal e constitucional.

    E antevejo que ele saberá se rodear de gente séria e competente. José Serra será um deles, com certeza.

    Como fez Itamar Franco, também do PMDB, vice-presidente de Collor de Mello, que puxou Fernando Henrique Cardoso para o seu governo. Inicialmente, como ministro das Relações Exteriores, depois, como ministro da Fazenda.

    E lembro-me bem do extraordinário trabalho dessa dupla que conseguiu tirar o Brasil da famigerada correção monetária, do over night e, at last but not least, aniquilar a inflação de 42,19%! Inflação MENSAL! De janeiro de 1994.

    Portanto, que venha o Michel Temer. O Brasil só tem a ganhar!

    ResponderExcluir

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!) isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-