sábado, 7 de outubro de 2017

Na aviação de hoje você gostaria de trabalhar?


A ex-comissária de voo na Varig, Angela Arend, declarou na sua excelente entrevista a esta revista Na aviação de hoje não gostaria mais de voar como comissária.”.

A declaração, ou desabafo, de Angela, tem muito de verdade e de fatos.

A ‘aviação de hoje’, sem juízo de valor, não é a ‘aviação’ das décadas de 50, 60, 70 e 80...

Você, generoso leitor, aeronauta, aeroviário, passageiro, familiar de... como você responde?

Tem pesquisa na barra lateral direita »»»

15 comentários:

  1. Não 60% (3 votos)

    Nem pensar 40% (2 votos)

    ResponderExcluir
  2. Como profissional, hoje está muito mais profissionalizado ser tripulante.
    Quem reclama são os passageiros.
    Antigamente em voos lotados de uma hora era difícil servir o que a Varig oferecia a bordo, que super ultrapassava a capacidade física dos comissários e dos apertados corredores das aeronaves.
    No cockpit tudo ficou simplificado, ficou mais fácil pilotar.
    A meteorologia é de excelência, radares e GPS modernos e confiáveis.
    Motores com muita potência e longa vida útil.
    Os comissários de hoje são mais responsáveis pela segurança do que pelo gourmet.
    Hoje as promoções não são mais pelo QUEM INDICOU, mas pela proficiência.
    Nós trabalhamos numa VARIG semi-humanizada, muitos em muitas posições sem capacidade técnica.
    Na década de 80 e 90 cansei de viajar de Nova Iorque para Miami nas companhias pequenas por 25 dólares, de Newark para Fort Lauderdale, sem lanche, cafezinho e somente bagagem de mão.
    hoje em dia de Boston a Fort Lauderdale custa 62 dólares pela Spirit airlines e são 3 horas de voo.

    ResponderExcluir
  3. Vejam bem, como Comissário ou Chefe de Equipe, como encerrei minha carreira, trabalharia sim numa Empresa como a Lufthansa, mas no Brasil, com este nível de aviação Brasileira, com estes salários e nível de seleção, nem pensar! Até digo nem pagando mais! E porque, transitar em Aeroportos hoje esta chatíssimo, quando outrora era um prazer!
    Abs,
    Heitor Volkart

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Etihad, Emirates companhias aéreas americanas, KLM, Lufthansa, há varias nas quais os profissionais são bem tratados e treinados, mas no Brasil nenhuma.

      Excluir
  4. Nas últimas viagens que fiz na TAP não senti nenhuma saudade do meu tempo de profissional...
    A 'invenção' de dois pratos, a escolher, na Econômica, só serve para indispôr passageiros... porque sempre os passageiros das últimas fileiras já não têm o que escolher!

    Sou de um tempo em que servíamos na Econômica do B 707 (transportando duas bandejas nas mãos) uma única opção: um 'tornedô' delicioso. Ainda sinto o gosto.

    Os passageiros podem pedir antecipadamente refeição especial...

    ResponderExcluir
  5. Não
    (9 votos)
     
    Talvez
    (5 votos)
     
    Sim
    (4 votos)
     
    Nem pensar
    (4 votos) 

    ResponderExcluir
  6. De 23 participações, 10 não trabalhariam na aviação de hoje...

    ResponderExcluir
  7. Não: 15 votos

    Talvez: 6 votos

    Sim: 5 votos

    Nem pensar: 5 votos

    Total de Votos: 31

    ResponderExcluir
  8. Não: 16 votos

    Talvez: 6 votos

    Sim: 5 votos

    Nem pensar: 5 votos

    ResponderExcluir
  9. Definitivamente não. Não me enquadraria na aviação de hoje.E se trabalhasse seria por pura sobrevivência financeira.
    Ex-comissário Dirney Guedes

    ResponderExcluir
  10. Gérard Gorokhoff tornou-se Comissário na Air France, na Idade de Ouro da aviação intercontinental, dos pernoites de dois ou três dias em hotéis luxuosos e, sobretudo, em um planeta onde a insegurança ainda não era a regra em uma viagem.

    ResponderExcluir
  11. Não: 18

    Nem pensar: 7

    Talvez: 7

    Sim: 6

    Total de Votos: 38

    ResponderExcluir
  12. Não: 27
    Talvez: 13
    Nem pensar: 10
    Sim: 9
    Total de Votos: 59

    ResponderExcluir
  13. Não: 37

    Talvez: 13

    Sim: 12

    Nem pensar: 11

    Total de Votos: 73

    ResponderExcluir
  14. A expressiva maioria, presumo ser de antigos trabalhadores na aviação, não trabalharia na aviação atual.
    É compreensível.
    Com todo o respeito pelos ônibus, a atual aviação nada mais é do que ônibus voadores. Sendo que algumas, quiçá, muitas, viagens interestaduais de ônibus sejam muito mais confortáveis do que uma viagem de avião...

    ResponderExcluir

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-