sábado, 12 de setembro de 2020

Testes da vacina de Oxford contra covid-19 são retomados

Terceira fase do estudo foi paralisada na última terça-feira, 8, após um voluntário ter uma reação adversa mais grave

Roberta Ramos

A Universidade de Oxford anunciou neste sábado, 12, que retomará os testes da vacina contra a covid-19 que desenvolve em parceria com a AstraZeneca.


A terceira fase do estudo havia sido paralisada na última terça-feira, 8, quando um voluntário do Reino Unido teve uma reação adversa mais grave.

De acordo com a universidade, um processo de revisão de segurança foi realizado e, seguindo recomendações de um comitê independente e regulador do Reino Unido, a pesquisa poderá ser retomada.

“Globalmente, cerca de 18 mil pessoas receberam as vacinas do estudo como parte do ensaio”, informa uma nota divulgada pela instituição. “Em grandes ensaios como este, espera-se que alguns participantes não se sintam bem e todos os casos devem ser avaliados cuidadosamente para garantir uma avaliação cuidadosa da segurança.”

Além do Reino Unido, Estados Unidos e Brasil são dois dos países que testam o imunizante.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aguarda o pedido a Universidade de Oxford e da AstraZeneca para que os testes possam ser retomados no Brasil. O governo brasileiro tem acordo para comprar 100 milhões de doses da vacina e a tecnologia para produzi-la.

Título e Texto: Roberta Ramos, revista Oeste, 12-9-2020, 12h10

Um comentário:

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-