sábado, 14 de maio de 2016

O perigo é real

O Antagonista
Romero Jucá prometeu cortar 4 mil cargos comissionados até o fim do ano.

Ele disse que se trata de uma medida simbólica.

Aparentemente, o governo ainda não se deu conta do perigo representado pelo aparelhamento petista.

Os apaniguados do partido não vão se limitar a vaiar ministros em solenidades públicas ou a colar cartazes nos gabinetes do Palácio do Planalto - eles vão sabotar o governo, vão mutilar o governo, vão fazer terrorismo contra o governo.

Se essa gente não for afastada imediatamente, Romero Jucá não conseguirá cumprir sua promessa. Porque ele será abatido antes do fim do ano, juntamente com Michel Temer. 
Título e Texto: O Antagonista, 14-5-2016 
Grifos: JP

Um comentário:

  1. Quem acompanhou/acompanha a situação política em Portugal, nos últimos cinco anos, reconhecerá de chofre o parágrafo grifado:
    - as constantes interrupções de discursos de ministros;
    - as manifestações e outras bobeiras (TODAS devidamente amparadas e divulgadas pela imprensa);
    - "manifestante" (militante do Partido Comunista) se jogando no capô do carro do então ministro da Economia;
    - greves, dia sim, dia sim, dos transportes de Lisboa (estatais, dominados pelo Partido Comunista Português);
    - greves "gerais", obviamente convocadas pelo departamento sindical do Partido Comunista Português, onde só paravam os transportes públicos de Lisboa e do Porto, os professores e, claro, sem transporte, muita gente faltava ao trabalho;
    - a exuberante e agressiva sabotagem à reforma informática do ministério da Justiça;
    - Etc, etc, etc...
    Tudo isso parou de acontecer desde que a extrema-esquerda se apoderou do Governo de Portugal!

    ResponderExcluir

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!) isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-