domingo, 5 de março de 2017

Ditadura: senadora da Califórnia é expulsa do plenário apenas por ter denunciado os crimes do comunismo

Luciano Ayan
Me lembro que logo após as eleições de novembro, nos Estados Unidos, alguns hipócritas apareceram nesta página para dizer que “não existe esquerda nos Estados Unidos”.

É isso que devemos reforçar: são hipócritas e mentirosos os que falam uma coisa dessas. O esquerdismo não só dá o fundamento do Partido Democrata, como vários de seus membros aderem à extrema-esquerda, de perfil comunista.

Prova disto é que a senadora vietnamita-americana Janet Nguyen foi retirada à força do Senado Estadual da Califórnia após tentar criticar o falecido senador Tom Hayden, que fazia apologia do comunismo e defendia o Terror Vermelho, que assassinou 80.000 pessoas no Vietnã.

Os responsáveis pela expulsão foram os senadores Bill Monning e Ricardo Lara, ambos do partido de Obama e Hillary. Agora fica claro porque a vitória de Trump foi tão importante. É claro que os esquerdistas americanos estão cada vez mais totalitários e transformariam os EUA em uma ditadura se tivessem um terceiro mandato em sequência.

Veja o vídeo, traduzido pelo Juntos Pelo Brasil:


Título e Texto: Luciano Ayan, Ceticismo Político, 1-3-2017

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-