quinta-feira, 6 de abril de 2017

Aplicativos e táxis: Lancei o “Veta, Temer”. E ele diz que veta!

Mudanças propostas pelo petista Carlos Zarattini criariam uma grande confusão no serviço público de transportes

Reinaldo Azevedo

Lancei, nesta manhã, a campanha “VETA, TEMER” para o texto aprovado na Câmara, que inviabiliza os aplicativos à moda Uber e 99Top, entre outros.

Protestei e deixei claro: eu sou usuário de táxi. Praticamente não uso aplicativos, exceção feita ao 99 —mas só para táxis comuns ou pretos — porque preciso dos corredores, onde eles podem transitar. Prefiro ainda a expertise maior no trânsito dos profissionais do táxi.

Ocorre que a questão aqui não é pessoal.

Já dei um testemunho e repito: os táxis melhoraram muito depois da chegada ao país dos tais aplicativos. Também estes vivem um impasse, como se sabe, que diz respeito ao preço. Há marcas caindo em descrédito em razão da queda da qualidade dos serviços. Há uma volta aos táxis, dizem-me os próprios motoristas.

Já elenquei os motivos por que a proposta do sr. Carlos Zarattini (PT-SP) tem de ser alterada pelo Senado: – punirá milhões de usuários; – resultará em mais carros na rua; – prejudicará a mobilidade urbana; – concorrerá para a queda da qualidade dos táxis; – elevará o número de acidentes em razão do alcoolismo (hoje, os jovens vão às baladas com aplicativos).

Bem, fico satisfeito em saber que o presidente Temer está decidido a vetar aquilo que iria prejudicar milhões de usuários, concorrendo, adicionalmente, para a queda dos serviços públicos de transporte, cuja demanda cresceria.
Título e Texto: Reinaldo Azevedo, VEJA, 6-4-2017

Relacionados:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-