quinta-feira, 5 de outubro de 2017

Se bem percebo

Helena Matos

Quando alguém dispara, degola, ataca com ácido, atropela... aqueles que têm o azar de se cruzar com ele, estamos perante um caso de psiquiatria caso o atacante por qualquer razão possa ter sido motivado por razões compreendidas pela esquerda. A reação possível é chorarmos muito, acendermos velinhas, e caso o ataque tenha sido perpetrado com armas a transferência da discussão para a necessidade de restringir o acesso às armas. (Espantosamente na Europa os ataques estão a ter lugar com ácido e ninguém parece preocupar-se com isso).

Já se o atacante estiver no campo da direita estamos perante um nazi fascista. Temos manifestações de repúdio e os tidos como próximos das ideias do atacante são confrontados com as consequências das suas ideias. Os psiquiatras não são chamados ao assunto.
Título e Texto: Helena Matos, Blasfémias, 4-10-2017 

Relacionados:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-