terça-feira, 8 de setembro de 2020

Eduardo Paes vira réu por corrupção, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro

Ex-prefeito do Rio foi alvo de mandado de busca e apreensão em sua residência, na zona sul carioca

Roberta Ramos

A Justiça do Rio acatou denúncia contra o ex-prefeito do Rio, Eduardo Paes (DEM) [foto] e o tornou réu por corrupção, lavagem de dinheiro e falsidade ideológica após investigações do Ministério Público do Estado.

Foto: Roosewelt Pinheiro/Wikimedia Commons

Um mandado de busca e apreensão também foi cumprido na residência do político nesta terça-feira, 8.

O processo que levou Paes a se tornar réu corre sob sigilo de Justiça.

O juiz Flávio Itabaiana Nicolau, titular da 27ª Vara Criminal do Rio de Janeiro foi responsável por expedir o mandado de busca contra o ex-prefeito.

Outras quatro pessoas foram denunciadas com Paes pelo Grupo de Atuação Especializada no Combate à Corrupção (Gaecc), junto à 204ª Zona Eleitoral.

Título e Texto: Roberta Ramos, revista Oeste, 8-9-2020, 10h40

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-