terça-feira, 15 de setembro de 2020

Suécia combate o coronavírus sem ‘lockdown’ e sem máscaras

“Desconfio de soluções fáceis para problemas complexos”, afirmou o epidemiologista responsável pela estratégia sueca
 
Supermercado na Suécia, foto: Vogler/Wikimedia
Artur Piva

Anders Tegnell, epidemiologista responsável pela estratégia sueca de combate ao coronavírus, não aconselha o uso de máscaras para conter a covid-19. “São uma solução fácil, e eu desconfio profundamente de soluções fáceis para problemas complexos”, afirmou o epidemiologista em entrevista ao Financial Times ao falar sobre o adereço que se tornou equipamento obrigatório na maioria dos países.

Richard Milne, correspondente do jornal britânico no país, relatou sua experiência pelas ruas de Estocolmo, a capital sueca. “Compro discos em vários dos meus lugares favoritos, tomo café com gente sentada próximo a mim e uso o metrô para ir a reuniões e ao meu hotel”, disse. “Por toda parte, quase não vejo uma única pessoa de máscara.”

Dados da Organização Mundial da Saúde revelam que a taxa de propagação da covid-19 na Suécia está menor do que a média europeia. No mês de agosto, o país que dispensou o lockdown no combate ao coronavírus registrou cerca de 75 casos para cada 100.000 habitantes, enquanto o continente contabilizou quase o dobro, pouco mais de 124.

Título e Texto: Artur Piva, revista Oeste, 14-9-2020, 19h

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-