sexta-feira, 4 de setembro de 2020

Toffoli elogia Bolsonaro: ‘nenhuma atitude contra a democracia’

Ministro deixará o comando do Supremo Tribunal Federal na próxima semana

Anderson Scardoelli

Dias Toffoli aproveitou a manhã desta sexta-feira, 4, para fazer um balanço de seus trabalhos à frente do Supremo Tribunal Federal (STF). Prestes a deixar a presidência da Corte, que a partir de 10 de setembro passará a ser conduzida por Luiz Fux, ele realizou coletiva de imprensa em Brasília. Além de falar de suas ações, aproveitou para falar da relação com os demais poderes da República.

Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil
E na relação com autoridades para além do STF, Toffoli analisou atitudes tomadas pelo presidente da República. Diferentemente de outros ministros do Supremo, que chegaram a acusar Jair Bolsonaro de defender a tortura e a ditadura, ele enalteceu os valores praticados pelo Chefe de Estado brasileiro e pelos demais integrantes do primeiro escalão do Executivo federal.

“Mas o presidente fez até a troca de ministro que disse que tinha que prender ministros do Supremo”

“No relacionamento que tive com o presidente Jair Bolsonaro e seus ministros, nunca vi diretamente nenhuma atitude contra a democracia”, disse Toffoli, conforme noticiou o site Metrópoles. Nesse sentido, citou a exoneração de Abraham Weintraub do cargo de ministro da Educação. “Mas o presidente fez até a troca de ministro que disse que tinha que prender ministros do Supremo. Mandou embora”, prosseguiu o ministro que se tornou o mais jovem presidente da história do STF.

Título e Texto: Anderson Scardoelli, revista Oeste, 4-9-2020

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-