domingo, 27 de fevereiro de 2011

"Marcha do Rio - A repressão não nos deteve"

A Marcha do Rio realizada neste domingo por Bombeiros e Policiais Militares, na Praia de Copacabana, foi um sucesso apesar da repressão existente na Polícia Militar e no Corpo de Bombeiros contra os mobilizados que estão lutando por salários justos e por adequadas condições de trabalho. Não podemos esquecer que o Capitão BM Lauro Botto e o Major PM Luiz Alexandre forma punidos duas vezes, recentemente, exatamente por lutarem pela cidadania dos militares estaduais.
A Rádio CBN e o jornal O Globo estiveram presentes com equipes no local.
A deputada estadual Janira Rocha (PSOL) prestigiou o evento e discursou em defesa da nossa luta (janirarocha@alerj.rj.gov.br). Além da parlamentar, recebemos o apoio da senhora Cristina Reis (presidente de uma das associações de moradores do bairro de Copacabana); do Movimento Acordo Já! (ex-funcionários da Varig) e de integrante da Polícia Rodoviária Federal. O nosso mais sincero agradecimento a todos que ombrearam conosco.
Na altura do Posto 5 cruzamos com o bloco "Alegria Sem Ressaca", ocorrendo uma confraternização. O bloco é muito especial pois prega a alegria sem a ingestão de bebida alcóolica, o que evita que toda a alegria do carnaval carioca possa terminar em uma maca no hospital ou em uma cadeira de rodas.
No final do ato, os Bombeiros e Policiais Militares realizaram uma assembleia pública e decidiram:
1) Continuar lutando pela aprovação da PEC 300/2008 em Brasília.
2) Paralelamente, lutar pela aprovação da PEC 24/2008 na ALERJ. A PEC 24 de autoria do deputado estadual Paulo ramos (PDT), iguala o soldo do soldado ao salário mínimo regional.
3) Realizar a próxima caminhada no Centro do Rio de Janeiro, às 16 horas, em uma sexta-feira. A data incialmente marcada foi o dia 18 MAR 2011.
A ASSINAP apoiou a mobilização.

JUNTOS SOMOS FORTES!
PAULO RICARDO PAÚL
PROFESSOR E CORONEL
Ex-CORREGEDOR INTERNO

Título, Texto e Vídeo: Paulo Ricardo Paúl

Um comentário:

  1. E esse "cara" começou sozinho, lá na Cinelândia, com um megafone, mais parecia um exemplar da exótica fauna humana que frequenta e passa por aquela emblemática praça carioca...
    Claro que foi alvo de maledicências, fofocas e calúnias! Muitos o ridicularizaram...
    Mas "ele" continuou... Daqui, de bem longe, tento apoiá-lo com o que posso - que não é nada!
    Este vídeo, em Copacabana, me lembrou outras caminhadas nas quais estive presente - lutando pelo que entendo que é "meu"!
    Boa sorte, estimado Coronel Paúl!

    ResponderExcluir

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-