terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

Proposta de aliança entre aposentados e Jair Bolsonaro


Almir Papalardo

Os aposentados injustiçados e eternamente desprezados neste Brasil de incompetentes, perdidos e já no fundo do poço, esperam pela definição do deputado Jair Bolsonaro – PP/RJ, quanto à sua real intenção de disputar a presidência da República em 2018.

Os segurados do INSS estão sempre na esperança de aparecer afinal um super-político com idéias sensatas, justas e inovadoras, um herói que nos salve do sufoco e da covardia que nos fizeram os três últimos presidentes da república, que não pouparam traição e obstáculos para os indefesos aposentados, tratando-nos sempre sem um mínimo de trégua e compaixão, como “bode expiratório” e cidadãos sem nenhum direito à cidadania...

Não respeitaram nossos direitos adquiridos, nossa idade avançada, nem a nossa difícil e quase impossível possibilidade de recuperação. Simplesmente, com alta perversidade e falta de coerência, arrasaram covardemente com as nossas débeis aposentadorias, numa fase difícil da vida em que mais precisávamos dela preservada no seu poder aquisitivo...

Somos, devidamente contabilizados, mais de nove milhões e meio de aposentados do RGPS, com um desesperado grito de SOS preso no peito, aguardando somente a ora de colocá-lo para fora, que haverá de ecoar sonorizado e amedrontador por todo este imenso território nacional!

O deputado Jair Bolsonaro pelas suas atitudes firmes, éticas e morais, cresceu de modo louvável e surpreendente no conceito popular, quando, um respeitável percentual de eleitores, já o aceita de bom grado como legítimo presidente da República, exigindo mudanças rápidas e radicais na manipulada e suja política brasileira!

Não sabemos ainda o pensamento de Jair Bolsonaro quanto ao futuro dos aposentados. Mas, como um político sensível e honrado, defensor da preservação e proteção das famílias constituídas, não será difícil que olhe para os aposentados com visão mais aguçada, com maior boa vontade política, com mais respeito aos nossos direitos constitucionais, tornando-se assim, capaz de assinar com convicção, a nossa Carta de Alforria! Disso não duvidamos...

Os aposentados desde já lhe propoem uma aliança, prometendo-lhe dar todo o apoio necessário para que a sua candidatura se fortaleça, se popularize cada vez mais, tornando-se uma realidade nas eleições de 2018. Queremos provar que os aposentados não podem jamais serem menosprezados... Somos apenas aposentados e não defuntos, podendo ainda inlfluir de modo decisivo na apuração dos votos.

Todos os aposentados com seus familiares, trabalhadores ativos perto de se aposentarem, somando ainda aos outros milhões de brasileiros que passaram a lhe admirar pela conduta transparente entre políticos pouco éticos, conseguirão, a seu favor, um somatório de votos capaz de superar as dos demais candidatos presidenciáveis.

A desamparada população brasileira padece de indigestão, engolindo a seco gestões repetitivas, chulas e incapazes de alavancar o Brasil, que agoniza contaminado pela abominável corrupção, falta de moral e de falta escancarada de uma justiça social igualitária para todas as categorias...

Assim sendo, aguardamos o oportuno pronunciamento do futuro presidente da República Federativa do Brasil, quanto a nossa proposta de apoio mútuo!
 Título e Texto: Almir Papalardo, 16-2-2016

Um comentário:

  1. Sugiro a todos os aposentados interessados, que entupam incessantemente de mensagens a caixa eletrônica do deputado Jair Bolsonaro e do Partido Progressista, a fim de impressioná-los, fazendo-os acreditarem que tal aliança pode sim ser bem sucedida, beneficiando a todos os envolvidos. A verdade, pela nossa acomodação, pelo nosso silêncio, pela nossa pouca representatividade, pela discriminação e preconceito que sofremos, causa-nos grande decepção por vermos que todos os partidos políticos, entram anos e saem anos, nunca fazem menção nos seus programas políticos elaborados, ignorando por completo a perseguição e o massacre sofrido pelos aposentados. Parece mesmo que para todos, os aposentados não existem!! É preciso mudar esta triste realidade, que poderá acontecer se botarmos, sem baixarias, a "boca no trombone"... Assim, os aposentados, por seus próprios méritos, organização e persistência, se farão notar...

    Um abraço.

    Almir Papalardo.

    ResponderExcluir

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!) isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-