segunda-feira, 22 de agosto de 2016

O PT estrebucha tanto porque está perdendo escravos


A forma pela qual o PT está guinchando ao sair do poder não é algo que tenha algum paralelo na história nacional. Para eles é “tudo ou nada” de um modo que não testemunhamos com nenhum dos presidentes anteriores ao PT na redemocratização. Tem de tudo: chicanas, barracos, gritaria, psicopatias diversas e escândalos pelo exterior. A pergunta é: por que? O que está em jogo? O que eles estão perdendo?

Basta observarmos o que o socialismo mais puro significa e quanto o PT caiu de cabeça no “projetão”. Ao observarmos a Venezuela – o modelo mais próximo do que os petistas ambicionaram para o próximo estágio do projeto bolivariano – notamos um país escravizado por um tirano psicopata. Os venezuelanos vivem sob intenso sofrimento. Mas tenha uma certeza: a vida de Nicolas Maduro e de todos seus sicários é nababesca. Coisa de fazer inveja até para petistas.

Os petistas estão esperneando tanto porque sabem que estão vendo milhares de brasileiros atingirem de frente o risco de virarem escravos de seu partido. Os petistas chamam de “golpistas” aqueles que gostaria de ver de joelhos, enquanto o país é devastado para que todas nossas opções fossem retiradas (e as deles, é claro, aumentadas).

Nunca existiu “debate de ideias” entre os bolivarianos e os brasileiros republicanos. A não ser que você queira dizer que a luta dos escravos buscando se libertar de seus senhores – no advento da abolição da escravatura – era uma “discussão de ideias”. Não. Era a luta entre pessoas que queriam ser livres e aqueles que queriam mantê-los como escravos.

Não chegamos a ser escravos do PT. Mas o “projeto” estava chegando quase lá. No início do segundo mandato, o PT falava fortemente em censura de mídia e uso de sovietes. Talvez isso é o que mais doa nos petistas: se não chegamos a ser escravos, enquanto essa era a próxima fase do projeto, agora mesmo é que eles perderam a chance de nos escravizar.

Antes eles olhavam para nós e pensavam: “em breve eles estarão sob nosso domínio total, assim como os venezuelanos estão nas mãos de Maduro”. Depois do impeachment, serão obrigados a nos olhar de frente. E não olharão para escravos, mas para pessoas livres. Isso deve doer muito. Muito mesmo. É pra descer rasgando… 
Título e Texto: Luciano Henrique, Ceticismo Político, 18-8-2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!) isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-