sexta-feira, 31 de março de 2017

A Nação Que Se Salvou a Si Mesma

Artigo especial escaneado da Revista Reader's Digest de Novembro de 1964

Reprodução do artigo especial original, veiculado pela revista Reader's Digest, de novembro de 1964. ATENÇÃO: Isso é apenas um scan da página original. Tá com vontade de criticar, discordar, fazer piquete, xingar? Por favor, faça o favor de pegar a máquina teleport mais próxima e ir reclamar com a redação da Seleções em 1964. Antes de criticar veja os dois lados. Em uma 'guerra' não há santos. O Governo Militar não apareceu do nada e sim como uma resposta ao comunismo imbecilizante que nos assola até os dias de hoje e que descia para a América Latina depois de tomar Cuba. Estude história e reflita antes de tomar 'partido'. Todos falam dos 'torturados', mas ninguém lembra dos policiais que morreram nas ações desse povo do mal. Nem vou colocar listas aqui ou debater os fatos. Está tudo bem registrado nos livros de história.

















Links interessantes:



Para facilitar, este artigo da Reader's Digest está disponível para download AQUI.

Original: A Nação Que Se Salvou a Si Mesma, 27 de março de 2012.
Colaboração: Vanderlei dos Santos Rocha

Relacionados:

3 comentários:

  1. O país tem toneladas de idiotas ou idiotizados que acham e em sua grande parte nem nesse tempo viveram, que era uma ditadura horrível.
    Escutam demais Caetano, Gil mas nunca viram as fotos desses imbecis, na Europa ou logo depois que chegaram na praia de tanguinha.
    Aliás, eu fui " cantado " na praia de Ipanema pelo segundo. Perguntei a ele se aquela magreza toda era por ter sido torturado e ele foi embora caçar outro e me deixou em paz.
    José Manuel

    ResponderExcluir
  2. A DATA MERECE PARA A HISTÓRIA SER REVELADA...

    ResponderExcluir
  3. Apenas conto um fato ocorrido e não tenho porque mentir
    O resto seria fofoca e não compactuo com esse tipo
    Josè Manuel

    ResponderExcluir

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-