sábado, 14 de outubro de 2017

Em pleno Dia das Crianças, Veja faz capa promovendo sexualização infantil “trans” e toma sova dos leitores em sua página

mrk

No Dia das Crianças, a Revista Veja fez uma capa promovendo a ideologia de gênero e a sexualização precoce das crianças.

A capa diz: “Meu filho é trans”. Em seguida, fala da “saga de pais de crianças que não se identificam com seu sexo biológico”.

A capa está abaixo:

No Facebook, das 5700 reações, 3680 demonstram indignação. Sinal de que a jogada não pegou muito bem. É o momento em que a revista faz o seu trade-off: será que o aceite da agenda de George Soros deve estar compensando o fim da reputação da revista perante a direita?

O resultado está abaixo:







Título, Imagens e Texto: mrk, Ceticismo Político, 12-10-2017

Relacionados:

5 comentários:

  1. "...das 5700 reações, 3680 demonstram indignação..."
    O que surpreende neste número é que 35% não se indignaram!
    Coisa tão abjeta , que só pode ter uma finalidade, marketing chocante e sem ética para vender a revista. É uma nova técnica sem escrúpulos que usa, justamente a revolta das pessoas contra determinados assuntos, para atrai-las a partilhar, levando junto o produto que querem vender.
    E está vendendo muito!
    E apenas para me repetir...isto não tem nada há ver com ideologias.
    Nem de direita nem esquerda! Tem a ver com decência!
    Doentes mentais existem dos dos lados, e a história prova isto , mas se posicionam de forma mais confortável nos extremos.
    O Mundo vive hoje uma confusão em que mistura num mesmo mesmo "balde" religião, ideologia e caráter.
    Existem crápulas em ambos os extremos!
    Aliás, quem pode afirmar com absoluta segurança sua ideologia, quem se pensa de esquerda pode ser flagrado em posições conservadoras.
    Vide meu caso neste momento!
    Posição conservadora em relação ao vil engodo da veja, pois não creio em crianças "trans"!
    Invenção mercadológica usada com propósitos, primeiro de marketing, e por consequência, logo a seguir, políticos.
    É o contrário também existe, posições conservadoras que podem disfarçar radicais com intenções politicas inconfessáveis, profissional ou não!
    Enfim, acho que dar publicidade a estes assuntos, fomentam os interesses de quem usa de nossa indignação para vender seu "peixe".
    Invenção mercadológica usada com propósitos, primeiro de marketing, e por consequência ,logo a seguir, politica.
    Veja, perdeu definitivamente a seriedade e por conseguinte meu respeito.

    Paizote

    ResponderExcluir
  2. É é tão eficiente o marketing ,que mesmo quem se indigna ,acaba divulgando. Vide🤬 meu comentário!

    ResponderExcluir
  3. É é tão eficiente o marketing ,que mesmo quem se indigna ,acaba divulgando. Vide🤬 meu comentário!

    Mesmo quem nada tem contra diferença de gêneros,(e eu não tenho! ), aceita que uma criança possa ser "trans",são coisas diametralmente opostas. Os pais é que na insegurança pessoal acabam precipitando definições ainda não consolidadas nas crianças.

    Paizote

    ResponderExcluir

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-