quinta-feira, 19 de outubro de 2017

Proposta de Aliança entre Aposentados e Deputados

Almir Papalardo


Sou um cidadão brasileiro maior de 84 anos de idade, com minhas faculdades mentais ainda preservadas, aposentado do INSS e com todos os meus impostos devidamente quitados. Colaboro ainda na seleção de candidatos através do meu comparecimento às urnas, condições estas que me dão todo o direito de opinar, de forma educada, sobre a política praticada por nossos parlamentares, que tinha como obrigação moral e constitucional, prestar de forma igualitária, bons serviços para toda a população brasileira!

A única coisa que me diferencia dos demais cidadãos e que me deixa marginalizado e desconectado do direito à cidadania, é a minha triste condição de aposentado do INSS (RGPS), que, como todos sabem, não é reconhecido, tendo sido nestas últimas duas décadas a categoria mais desprezada, esquecida, sacaneada, ignorada e perseguida pelos Poderes Executivo e Legislativo!

Selecionei vossas excelências da Câmara dos Deputados, analisando criteriosamente seus eloquentes pronunciamentos e apartes, notadamente agora quando a maioria está contrária à Reforma da Previdência, que não fala como pretendem ressarcir aqueles aposentados que por força das suas maiores contribuições ao INSS, conquistaram uma aposentadoria acima do salário mínimo. E, como é público e notório, essa perversa degradação instituída de defasar as aposentadorias acima do salário mínimo, na sórdida intenção de nivelá-las todas ao piso, já ultrapassou o percentual de 80%. Sobre este desagravo e como solucioná-lo, se omitem e nada falam! Só cogitam tirar mais direitos dos trabalhadores ativos e principalmente inativos, numa reforma que não corrige desacertos e vícios, ao contrário, torna a Previdência que deveria ser a guardiã de todos trabalhadores, num castigo oneroso demais para quem trabalhou trinta e cinco anos ou mais para o engrandecimento do nosso país. 

Gostaria, fazendo uma proposta a vossas excelências que é a mesma de dez milhões de segurados da Previdência, que os senhores se unam, constituindo-se numa sólida equipe de defensores, priorizando os problemas dos aposentados da Previdência, inserindo nos seus brilhantes discursos, diariamente, a necessidade de fazer-se justiça a esses escorraçados cidadãos. Somente assim, os indefesos aposentados poderão ter alguma chance de superar a inexpugnável barreira obstrutiva que colocaram à nossa frente, ganhando alguma representatividade política, porque, na realidade, só temos dois parlamentares atuantes, que estão diariamente defendendo nossos direitos: o senador Paulo Paim - PT (RS) e o deputado Arnaldo Faria de Sá - PDT (SP).

Convenhamos, é muito pouco para um total de 594 congressistas, que ignoram os aposentados! Por este motivo nunca tivemos chance de ver algum projeto de lei a nosso favor que fosse aprovado, como também nunca tivemos a derrubada de algum veto presidencial que nos favorecesse. Falem com exaustão em nossa defesa, conectando-nos novamente à cidadania que todo cidadão brasileiro é merecedor, porque, estamos já há dezoito anos tendo o nosso poder de compra defasado, graças a essa covarde indecência de corrigir-se aposentadorias do setor privado com dois percentuais diferentes. É intenção de desgovernos nivelarem todas as aposentadorias do RGPS em apenas UM salário mínimo. Quanta perversidade e injustiça contra velhinhos aposentados!...

A categoria dos discriminados aposentados agradece penhoradamente a receptividade que for dado a esta justa e procedente proposta que ensejará a vossas excelências prestarem-nos a justiça que ora carecemos, devolvendo-nos, nossa dignidade violentada, ultrajada e indevidamente usurpada... 
Título e Texto: Almir Papalardo, 18-10-2017

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-