sexta-feira, 4 de agosto de 2017

A FENTAC, sem vergonha, titula no seu site “Vitória da FENTAC: STF obriga União a indenizar massa falida da Varig"

Vitória da FENTAC: STF obriga União a indenizar massa falida da Varig

É isso que você leu, generoso e solitário leitor. Essa ‘entidade’, da qual eu tenho um receio atávico (sim, desde que me descobri como brasileiro) teve a cara de pau de assim noticiar a decisão do STF, hoje, 3 de agosto.

(É um grande momento pra nós, na voz da ‘representante’.)


Curiosamente, neste momento, o site está inacessível.

Agora, onde estava o ´guerreiro’ Celso Klafke em 2005?
Conselho desiste de trocar presidente do Aerus
Autor: Vanessa Adachi
Fonte: Valor Econômico, 06/12/2005

O conselho deliberativo do Aerus, presidido por Marcelo Bottini, desistiu de tirar Odilon Junqueira da presidência do fundo de pensão. Bottini, que também preside a Varig, convocou para ontem uma reunião extraordinária do conselho deliberativo após Junqueira criticar o modelo de gestão da companhia aérea. A proposta de tirar Junqueira do Aerus foi descartada após o conselho ser informado que a medida poderia provocar uma intervenção no fundo de pensão. Além disso, o nome de Junqueira - que tem bom trânsito na SPC (Secretaria de Previdência Complementar) - era cotado para assumir a possível intervenção no Aerus. Para evitar essa situação, o conselho optou por manter Junqueira na presidência do Aerus. No entanto, o conselho quer colocar uma espécie de "mordaça" em Junqueira.

 "Vamos criar normas de convivência entre o conselho e a diretoria executiva do fundo de pensão", disse Celso Klafke, representante dos funcionários no conselho. Segundo ele, Junqueira deve se reportar ao conselho deliberativo do Aerus e precisa "evitar declarações que possam comprometer a recuperação da Varig". "Ele não pode emitir opiniões pessoais na condição de presidente do Aerus. O conselho deliberativo pode ter outras idéias. Os dois lados precisam de mais diálogo para que as declarações representem a entidade e não a pessoa", afirmou Klafke.

Junqueira chegou a pedir na Justiça a destituição do atual comando da Varig, que é controlada pela Fundação Ruben Berta (FRB), e a nomeação de um gestor judicial para a companhia, que está em processo de recuperação. As críticas de Junqueira contra o modelo de gestão da Varig aumentaram após a FRB afastar David Zylbersztajn e Omar Carneiro da Cunha da companhia.

Para o lugar de Zylbersztajn, que presidia o conselho de administração, a FRB nomeou Humberto Rodrigues Filho. A presidência da Varig, que estava nas mãos de Cunha, passou a ser ocupada por Bottini. 

Coincidentemente, os dois estão no conselho do fundo. O administrador especial do fundo, Erno Brentano, nomeado pela SPC, foi chamado pelo conselho deliberativo para participar da reunião. Brentano assumiu em maio a administração especial dos planos de previdência do Aerus. Procurado, Junqueira evitou comentar o episódio. "Não fui chamado para essa reunião e ninguém me informou o resultado do encontro." A Varig não se manifestou sobre o encontro do conselho deliberativo do Aerus.

Relacionados:

8 comentários:

  1. É um absurdo o tamanho da cara de pau desta gente!
    E tem pessoas da nossa Varig que batem palmas a esta gente, este ato, "Vitória da Fentac" chega a ser de mau caráter, o que a Fentac fez pelo Aerus?
    Pagou com dinheiro de sindicalistas, que não têm nada a ver com a Varig, as idas a BSB, com a sua mensageira, que se diz representante, que quando o PT reinava abriu as portas para ela, pois era da Cut-Fentac e que usou alguns "comissões" para promover a fentac e se justificar sendo do Aerus.
    Caramba as pessoas não veem isto? Está tão claro. E esta mensageira continua com as portas abertas nos representando, dizendo que foi uma vitória da Fentac.
    Isto é a barbaridade!
    Heitor Volkart

    ResponderExcluir
  2. Assisti o tal"comunicado"...Eu não aprendo mesmo!
    Quase vomitei!
    Paizote

    ResponderExcluir
  3. EU COMENTEI AQUI FAZ ALGUM TEMPO.
    GANHAMOS, MAS AGORA VAMOS LUTRA CONTRA FORÇAS OCULTAS.
    Na minha modesta opinião, era deixar a PREVIC administrar nosso fundo, do que vê-lo da volta nas mãos de gente desonesta.
    Tem muita gente de olho nessa indenização.

    ResponderExcluir
  4. file:///C:/Users/meu/Downloads/COMUNICADO_19_2017_(ACAO_DE_DEFASAGEM_TARIFARIA%20-%2004_08_2017).pdf
    Rio de Janeiro (RJ), 04 de agosto de 2017.
    COMUNICADO Nº 019/2017
    Assunto: Superior Tribunal Federal (STF) - Recurso Extraordinário (RE) 571969 –
    Embargos de Declaração - União x Varig S/A - Viação Aérea Rio-Grandense (Ação de
    defasagem tarifária)
    Prezados (as) participantes aposentados (as) e pensionistas dos planos VARIG,
    Referente ao processo em evidência, informamos que os “ 1 Embargos de declaração segundo os
    quais a União e o Ministério Público Federal (MPF) buscam reverter decisão que garantiu à
    Varig o direito a indenização em razão do congelamento de tarifas ocorrido durante o Plano Cruzado,
    entre outubro de 1985 e janeiro de 1992”, foram julgados ontem (03.08.2017) pelo Superior Tribunal
    Federal (STF), por unanimidade, como improcedentes.
    Assim, devemos aguardar os próximos eventos processuais até o cumprimento efetivo da decisão.
    Renovamos nossos compromissos de sempre que necessário divulgar através de comunicados os fatos
    relevantes e de interesse dos participantes, assistidos e pensionistas credores.
    Cordialmente,
    Walter de Carvalho Parente
    Liquidante
    Portaria Previc nº. 283, de 11/05/2016, DOU de 12/05/2016

    1
    http://www.stf.jus.br/portal/cms/verNoticiaDetalhe.asp?idConteudo=351243

    ResponderExcluir
  5. Vejam!
    Sr. Thomaz,
    Isto pode? Isto é legal juridicamente?

    http://m.gaucha.com.br/rs/noticia-aberta/giane-guerra-trabalhadores-da-varig-cogitam-acordo-para-agilizar-indenizacao-bilionaria-203161.html

    O que fazer?
    Abs,
    Heitor Rudolfo Volkart

    ResponderExcluir
  6. CUIDADO, ABUTRES JÁ SENTIRAM O CHEIRO DO DINHEIRO!
    Vamos consultar as associações e parar de acreditar em alienígena!
    Alberto José

    ResponderExcluir

Não aceitamos comentários "anônimos".

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-