terça-feira, 8 de setembro de 2020

Cientistas procuram 12 mil voluntários para realizar testes serológicos

Projeto coordenado pelo Instituto de Medicina Molecular João Lobo Antunes (iMM) oferece testes gratuitos para conseguir amostra de todo o país e com participantes de todas as idades

A ação vai custar dois milhões de euros, financiados pela Sociedade Francisco Manuel dos Santos e pelo Grupo Jerónimo Martins

Andrea Cunha Freitas

O Instituto de Medicina Molecular João Lobo Antunes (iMM), com o financiamento da Sociedade Francisco Manuel dos Santos (SFMS) e do Grupo Jerónimo Martins (JM), vai coordenar a realização de um painel serológico para a covid-19 de cobertura nacional. O projeto, com um orçamento de dois milhões de euros, arranca nesta terça-feira e promete concretizar “a mais completa avaliação já realizada sobre a prevalência da infecção no país”. Para já, os investigadores procuram 12 mil voluntários, em todo o país e de todas as idades, para participar neste estudo que oferece testes serológicos gratuitos.


Os resultados obtidos com os testes serológicos a uma amostra de 12 mil cidadãos residentes em Portugal vão permitir determinar a proporção da população que desenvolveu anticorpos contra o SARS-CoV-2, estratificados por região e grupo etário. Em resposta ao PÚBLICO, os responsáveis pelo projeto adiantam que com este painel será possível obter uma estimativa da “imunidade populacional” atual em Portugal, após seis meses de pandemia e antes da existência de uma vacina.

A partir desta amostra e dos dados que serão recolhidos no inquérito de saúde que é preenchido pelos participantes e que, entre outras questões, inclui perguntas sobre antecedentes clínicos e sintomas associados a esta infecção, os investigadores esperam ainda estimar a proporção de casos assintomáticos e “identificar potenciais fatores epidemiológicos e fatores de risco associados à covid-19”. Além destas informações, a equipa de cientistas, coordenada pelo vice-diretor e investigador principal do Instituto de Medicina Molecular, Bruno Silva-Santos, pretende ainda realizar “um estudo de follow-up a um subgrupo dos 12.000 participantes para monitorização da sua resposta imunitária ao longo do tempo, num período total de um ano”.

O estudo decorre entre 8 de setembro e 7 de outubro de 2020, em 102 municípios de Portugal continental e ilhas, estando disponíveis 314 postos de colheita do Centro de Medicina Laboratorial Germano de Sousa, empresa parceira neste projeto.

O comunicado de imprensa sobre a ação nota ainda que “a definição e caracterização da amostra para o painel serológico contou com o contributo de especialistas da Pordata e da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa” e adianta que “os dados serão analisados estatisticamente e os resultados finais divulgados a partir do final de Outubro”. 

Os voluntários poderão inscrever-se através do registo num site, onde encontram toda a informação relevante (www.painelcovid19.pt). Devido ao elevado número de inscrições, o site teve alguns problemas técnicos durante o início manhã desta terça-feira, mas os responsáveis pelo projeto esperam conseguir resolver estas questões até ao final da manhã. 

Título e Texto: Andrea Cunha Freitas, Público, 8-9-2020, 0h02

3 comentários:

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-