quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

Leia uma nota pública de apoio a Fernando Bustamante. Escrita no tom certo

Luciano Henrique

Sociedade de Estudo e Desenvolvimento Social lança uma nota pública de apoio a Fernando Bustamante, que foi vítima de acusações difamatórias e criminosas vindas de ultraesquerdistas no carnaval em virtude de usar uma fantasia onde interpretava o papel de Aladdin com seu amigo Abu, personificado pelo seu filho adotivo.

Você pode ler sobre o assunto aqui e aqui. Em seguida, leia a nota:



NOTA PÚBLICA DE APOIO A FERNANDO BUSTAMANTE

Como muitos já sabem, neste carnaval houve a “polêmica” do pai que saiu fantasiado de Aladdin com seu filho que estaria, aparentemente, interpretando o papel de Abu, o macaquinho amigo de Aladdin.

Por que “polêmica”, entre aspas?

É porque não há nada de polêmico. O que há, de fato, são pessoas criminosas que se manifestam com ódio e malícia para prejudicar, intencionalmente, a vida de outras pessoas. O que esta família passou após Fernando ter sido acusado de racismo foi terrível. Ele recebeu ofensas, ameaças, xingamentos e foi obrigado a ler uma quantidade imensa de bobagens, dentre elas, pessoas alegando que ele não era plenamente capaz de ser pai de um menino negro.

Quem são as pessoas que o julgam? Pessoas que nem o conhecem e que fazem toda essa baderna por uma só razão: ideologia. Não uma ideologia qualquer, mas uma ideologia doentia, digna de pessoas pequenas e desprezíveis. Muitos acreditam que esses justiceiros sociais sejam pessoas inocentes e enganadas, mas não são. Em sua maioria, são pessoas mal intencionadas e bastante cientes do que fazem. E isso tem que acabar. Já passou da hora de essa corja perceber que existe reação e que as pessoas decentes não têm medo do que eles possam fazer ou dizer. Mesmo porque, são todos covardes, atacam aqueles que julgam mais fracos e despreparados.

Fernando, pai do menino, é um inocente. Os seus acusadores é que são verdadeiros criminosos. Uma pena que ele, por ser ingênuo, com certeza por não estar sequer preparado para esse tipo de coisa, acabou se desculpando por algo que não fez. Em uma postagem na internet a vítima se desculpa por ser injustamente acusada pelos verdadeiros culpados: os seus acusadores, sem os quais nada disso teria acontecido.

Esperamos que Fernando e sua família superem isso o quanto antes e que, no futuro, saibam que estão lidando não com leigos inocentes, mas com pessoas ruins e sádicas. E aos justiceiros sociais que causaram todo esse transtorno, desejamos a devida punição.

O grande valor desta nota é usar o tom adequado, apontando os culpados onde eles estão e sem deixar de apontar a intenção cruel. Com satisfação podemos notar que vários republicanos adeptos da civilização estão começando a falar cada vez mais a partir das palavras corretas, fugindo da condescendência pusilânime. O que a extrema-esquerda fez não pode ficar barato. Isto foi o extremo da crueldade e da mesquinharia. Agora resta convencer Fernando Bustamante a reagir e fazer uma chuva de processos cair sobre a cabeça de seus ofensores torpes.

Abaixo, mais uma imagem mostrando situações similares ao redor do mundo, ajudando a mostrar o nível da baixeza contida na atitude politicamente correta contra Bustamante:


Título, Imagens e Texto: Luciano Henrique, Ceticismo Político, 11-2-2016

Relacionado: 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!) isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-