terça-feira, 16 de agosto de 2016

Quem são (ou o que querem) os ‘rebeldes’ sírios?

Ignorante em política internacional, aliás, em qualquer ‘política’, adoraria perceber quem são e o que querem os “rebeldes sírios”.

Vejo imagens do “ditador” Bashar al-Assad [foto]… nunca o vi com vestimentas muçulmanas… vejo fotos da mulher dele… e vejo imagens dos “rebeldes”… Aliás, a Síria, como país, deve ter batido o recorde de… tantas forças ‘rebeldes’…



Bashar, filho de Hafez al-Assad, laico e socialista.

E, me diga (com sotaque nordestino) de QUEM fogem os ‘refugiados’ sírios? Os quais, se você perder (ou ganhar, depende do ponto de vista) tempo em somá-los, recortados das notícias das ‘agências internacionais’, logo se surpreenderá com o total: maior do que toda a população síria – dentro e/ou fora do seu território.

Esse titular de ‘ditadores’ é uma coisa que me deixa muito nervoso, pois acumulam-se os sintomas de complexo de inferioridade que me assomam quando não consigo diferenciar a ditadura de Fidel Castro, que é homenageado pelo seu 90º aniversário na EuroNews, com imagens saltitando na tela, e imagens, também saltitando na tela, de bombardeios na miserável cidade de Aleppo, com uma escandalosa direção de imagem a pedir às crianças que apontem para o céu!

E ficamos, ou temos sido ‘vitimas’ deste arrazoado desde o término da Segunda Guerra Mundial. Aliás, mais precisamente, depois da DERROCADA do MURO de Berlim, o maior vexame histórico de uma ideologia política. Um muro que foi DERRUBADO por GENTE que não queria viver na merda que era a RDA – República ‘Democrática’ Alemã.

Voltando a Assad, nem sei porquê, me lembrei da ‘Primavera Árabe’ no Egito, o que veio depois e os tomates ditatoriais que teve um tal de Abdul Fatah Khalil Al-Sisi. Me disseram que ele é General. Arrasou com a Irmandade Muçulmana! Esse é um Ditador.

O turco Erdogan não. 

Ih, me perdi, o que querem os “rebeldes sírios”?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!) isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-