sábado, 10 de março de 2018

A impunidade implantada no Brasil

Almir Papalardo

Nosso Brasil considerado um país continental e admirado por todas as outras nações, para a nossa frustração, não está situado entre as maiores potências mundiais. Está inerte e estagnado no tempo e como popularmente se diz: “dormindo em berço esplêndido”.

Entre muitos entraves que realmente travam o Brasil, como a falta de legítimos estadistas, a falta de justiça social, a incompetência patente e, sobretudo, a corrupção, o maior problema, a mãe chave de todos estes nocivos tentáculos obstrutores, é identificado facilmente como a desastrada “IMPUNIDADE”!


A Impunidade no Brasil é uma lástima, é um cancro infectado que reina absoluto, uma erva daninha que obstrui o crescimento e a soberania do país, que se encontra bloqueado, tendo como horizonte à um passo somente, um amedrontador precipício, quando todo brasileiro patriota queria que o slogan ‘ORDEM E PROGRESSO’ da nossa bandeira, resplandecesse e alcançasse um pico do tamanho do nosso próprio Brasil!

Nenhum governante do país foi ou será perfeito, imaculado, como gostaríamos. Seria querer demais, porque, todos tiveram ou terão suas falhas, suas deficiências, já que são humanos e assim passíveis de erros e não podem agradar a gregos e troianos ao mesmo tempo. Agora não se pode é passar panos quentes nos seus erros, livrando-os dos rigores das leis! Assim, para o país alavancar, conquistando o respeito e admiração de todas as nações do mundo, que os culpados, seja lá quem for, não escapem de uma punição severa, compatível com a gravidade delituosa e previamente planejada. Isto só será possível quando essa praga viciosa, a IMPUNIDADE, for totalmente alijada nos nossos poderes constituídos. O Brasil é eterno, sagrado e está acima de qualquer cidadão, das leis burras, das facções e ou organizações factoides...

Não se compreende como a Constituição comete a grande falha de blindar os seus políticos responsáveis pela nossa administração, concedendo-lhes a “IMPUNIDADE PARLAMENTAR” e o “FORO PRIVILEGIADO”, autênticos passaportes para o delito. Parlamentares, diante desses benefícios, como uma larga porta aberta para o crime, sentem-se impelidos a levar vantagem em tudo, confiantes que são poderosos e intocáveis, capazes de tirar proveito desonesto do cargo que ocupam, sem ter que pagar o ônus pela desonestidade. (É óbvio que há exceções).

Acabem-se, pois, com a desnecessária IMPUNIDADE, A IMUNIDADE PARLAMENTAR E O FORO PRIVILEGIADO, que o Brasil terá solucionado quase todos os seus problemas de gestão, voltando a ser novamente um país sério que todo brasileiro orgulhoso, deseja...
Título e Texto: Almir Papalardo, 10-3-2018 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, evite o anonimato! Mesmo que opte pelo botãozinho "Anônimo", escreva o seu nome no final do seu comentário.
Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente.
Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-