quarta-feira, 9 de setembro de 2020

Mourão: Brasil precisa ‘conquistar’ a narrativa sobre a Amazônia

Vice-presidente da República afirma que há três grupos que disseminam informações falsas a respeito da região

Anderson Scardoelli

O governo federal precisa trabalhar bem a comunicação para “conquistar o domínio da narrativa” do que ocorre na região amazônica. Vice-presidente da República e coordenador do Conselho Nacional da Amazônia Legal, Hamilton Mourão [foto], afirma ser preciso organizar-se para desmentir o que é propagado por três grupos distintos.

Foto: Walter Campanato/Agência Brasil
De acordo com Mourão, a realidade da Amazônia é primeiramente distorcida no Brasil e no exterior pelo grupo político que se opõe ao presidente Jair Bolsonaro.

Posteriormente, há quem forme o bloco em que impera o interesse econômico em enfraquecer o agronegócio do país.

Por fim, ele avalia que há o que chama de ambientalistas “radicais”.

“Temos que ter uma estratégia de comunicação”

“Precisamos conquistar o domínio da narrativa”, disse Mourão ao conceder entrevista na tarde desta terça-feira, 8, ao canal no YouTube editado pelo advogado e colunista Carlos Alberto Di Franco. “Temos que ter uma estratégia de comunicação que nos permita nos contrapor com fatos e acontecimentos”, declarou o vice-presidente. Para isso, ele conta com a ajuda do Ministério das Comunicações, da assessoria de imprensa dos demais ministérios, das embaixadas brasileiras espalhadas mundo afora e até da iniciativa privada. “Ainda não conseguimos furar essa bolha [da narrativa]”, concluiu Mourão.

Título e Texto: Anderson Scardoelli, revista Oeste, 8-9-2020, 19h28

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-