quarta-feira, 9 de setembro de 2020

O jornalismo de causas

Telmo Azevedo Fernandes

O caso do genro de Francisco Louçã serve como exemplo da actual (e crescente?) duplicidade de critérios, falta de rigor profissional e submissão voluntária de muitos jornalistas a agendas de causas.

É prudente não confundir mensagem com mensageiro, mas à mulher de César, além de cuidar das aparências, conviria ser séria.

O meu vídeo de hoje no programa “Ao Final do Dia”:


Título, Texto e Vídeo: Telmo Azevedo Fernandes, Blasfémias, 9-9-2020

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos/não publicamos comentários anônimos.

Se optar por "Anônimo", escreva o seu nome no final do comentário.

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-