terça-feira, 24 de março de 2015

Quanto tempo leva para se comprar oito produtos básicos em Caracas?

Rodrigo Constantino
Em países capitalistas, todos tomam como certo o sucesso na busca pelos produtos básicos em um supermercado, o “templo do consumismo”. Na verdade, há ali produto para todo tipo de bolso e preferência, muito além do básico. Mas não é assim em um país socialista. No socialismo, a regra é a escassez generalizada, as prateleiras vazias, as filas e o racionamento, o mercado negro. Foi assim em todo experimento socialista, seja do século XX, seja do século XXI.

Um jornalista da BBC tentou comprar oito itens básicos em Caracas. Vejam o resultado:


Ele perdeu a manhã inteira rodando pela cidade, perdendo incrível tempo em filas, e no final conseguiu apenas três dos oito itens! Eis a realidade do socialismo, do bolivarianismo, do chavismo. Eis o resultado inexorável do controle estatal da economia. Restam aos esquerdistas arrumar bodes expiatórios, os de sempre, como o “imperialismo ianque” e a “ganância capitalista”.

Nada disso altera um fato, porém: os “intelectuais” e artistas da esquerda caviar adoram odiar o capitalismo – bem de perto – e adorar o socialismo – sempre bem de longe. Encarar horas e horas para conseguir três itens básicos, isso eles não querem, não é mesmo? Socialismo no dos outros é refresco… 
Título e Texto: Rodrigo Constantino, veja, 24-3-2015

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não aceitamos comentários "anônimos".

Não use CAIXA ALTA, (Não grite!), isto é, não escreva tudo em maiúsculas, escreva normalmente. Obrigado pela sua participação!
Volte sempre!
Abraços./-